[REVIEW] The Last of Us

“What a HELL of a Game!”

Por Luís Gustavo Fonseca

Depois de quase 10 anos jogando Play 1 (hm, eu não joguei ele o tempo todo nos últimos 10 anos, mas deu para entender a mensagem…), ganhei no último Natal um PS3. Engraçado que eu passei boa parte dos últimos anos tendo mais contato com o Xbox dos amigos próximos, mas enfim, feliz até a última escala.

E não haveria jeito melhor de estrear o console jogando um dos jogos mais aclamados de 2013, e até mesmo da geração: The Last of Us, história que acompanha Joel e Ellie em um universo apocalíptico graças aos queridinhos da cultura pop, os zumbis!

(Observação: a minha mentalidade ainda é do Play 1. Ou seja, coisas que eu devo ter achado fantásticas, devem ser corriqueiras para quem acompanhou de perto essa geração. Então…)

Pontos positivos:

História: que BELA história. História em apocalipse zumbi deve até ser meio clichê, mas desde o começo, Last of Us me prendeu a atenção, ao acompanhar os 2 personagens principais em uma cruzada por um Estados Unidos devastado e infestado. A relação entre Joel e Ellie também é muito bem trabalhada e explorada, com idas e vindas. Há uma humanidade muito boa no meio disso tudo. Maravilhoso. Daria um ótimo livro ou filme, se não fosse um game (e uma adaptação, para mim, está fora de questão).

Jogabilidade: Joguei no nível Médio (Pois é ¯\_(ツ)_/¯ ), mas a jogabilidade e mecânica do jogo são extremamente bem feitas, fácil de aprender e manusear, permitindo o jogador a desenvolver sua própria estratégia e seu caminho durante o jogo. A escassez de itens e o modo de preparar coisas, como kits médicos e molotovs, também faz o jogo ser mais crível;

Imagem

Ambientação: os cenários do jogo são incríveis, amplos, permitindo que você explore por recursos, ou por coisas que o ajudam a se familiarizar com aquele universo (como diários e bilhetes relatando o drama das pessoas). As situações que o jogo te coloca também são fantásticas, obrigando o jogador a decidir entre passar pelos obstáculos em modo stealth, ou descendo bala, ou um misto dos dois. As situações que envolvem os humanos (facções, milícias, grupos de sobrevivência) também são outra coisa bem feita e, claro, A TENSÃO DO JOGO! Porra, a todo momento, você fica apreensivo, sempre tem que estar olhando todos os lados, lidando com inimigos diversos.

Arte: Esteticamente, o jogo é praticamente impecável. O realismo na face dos personagens, e os cenários (cidades, carros e outras coisas tomadas por plantas, por exemplo) foram feitos com um cuidado extremo, e o jogador realmente se sente dentro daquele mundo. Para quem estava acostumado com os cabeças quadradas no Play 1, foi um choque e tanto;

Personagens: Joel NÃO É UM HERÓI, e isso faz toda diferença. Poxa, ele não pensa no bem maior, ele pensa apenas na sobrevivência, e ISSO é foda, sai do clichê. Exatamente por isso, é bacana acompanhar o relacionamento dele com a Ellie, e as mudanças que ela vai causando nele. E Ellie… Ah, Ellie! Como eu gostei, como ela é maneira! O drama pessoal dela achei fantástico, e o modo como ela se desenvolve na trama é fantástico (Poxa, ela tem 14 anos e nasceu naquele mundo de merda. As descobertas que ela vai tendo no decorrer da história é outro ponto positivo);

Som: A trilha é muito bonita (na cena final, é espetacular), e a FALTA dela também. Porra, você fica ouvindo os sons ambientes, isso garante outro nível de imersão no jogo.

Pontos Negativos:



Deve ter, mas eu não detectei. Um dia que eu jogar de novo (no modo sobrevivente!), irei percebê-los.

Final (lembrei!): O final deixa espaço para uma continuação, e devido ao sucesso do game, tenho medo que isso ocorra, porque o jogo NÃO PRECISA DISSO! A história fica fechadinha ali dentro. Agora, um prequel, abordando um espaço de tempo que não foi explorado no jogo, seria INTERESSANTÍSSIMO.

Avaliação final: 10/10

Imagem

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s