A importância de Guardiões da Galáxia

Por Luís Gustavo Fonseca

Guardiões da Galáxia estreou em muitos territórios internacionais neste fim de semana. O novo filme da Marvel arrecadou 160 milhões de dólares ao redor do mundo, sendo 94 milhões apenas da bilheteria americana. A marca impressiona: para efeito de comparação, o valor arrecadado em solo americano é apenas 1 milhão abaixo da estreia de Capitão América: O Soldado Invernal, e superou as aberturas de X-men: Dias de Um Futuro Esquecido e O Espetacular Homem Aranha 2, sendo que Guardiões não é um grupo tão conhecido pelo grande público quanto os demais heróis.

Mas os números obtidos por Guardiões revelam mais coisas. A primeira é a solidificação da marca Marvel Studios. Se o estúdio, em 2008, sem a posse de suas duas franquias mais conhecidas (Homem Aranha e X-men), teve que apostar em heróis de ‘segundo escalão’, como Homem de Ferro, Hulk, Thor e Capitão América, o risco corrido com Guardiões foi bem maior. Mas pelo visto, valeu a pena. Após 6 anos, o público acredita no ‘selo Marvel de Qualidade’ e, mesmo que os personagens não sejam amplamente conhecidos, com um bom trabalho de marketing (que foi o caso de Guardiões), é possível despertar o interesse do público em conferir o filme, impulsionado, agora, por comentários positivos, tanto das audiências como da crítica especializada.

XXX GUARDIANS-GALAXY-MOV-JY-0704.JPG A ENT

O filme também pode ser considerado um marco, tanto dentro da Marvel quanto para o gênero de super heróis. No estúdio, pode abrir os olhos dos executivos de que sim, vale a pena investir em novas franquias e em personagens ‘menores’, que o grande público talvez não esteja familiarizado. O sucesso de Guardiões serve de ânimo para futuros filmes da empresa, como o Homem Formiga (agendado para Julho de 2015) Doutor Estranho e os especulados Pantera Negra e Miss Marvel. Com isso, a aposta em novas franquias pode ter um custo benefício melhor do que pagar um caminhão de dinheiro para Robert Downey Jr. estrelar um Homem de Ferro 7, dando, de certa maneira, uma renovada nos produtos de Hollywood.

No gênero, o sucesso e a popularização de Guardiões pode abrir portas para todos os heroís menores. Já pensou quantos personagens editoras como Marvel e DC possuem, e talvez quantas histórias boas estejam escondidas por aí, conhecidas apenas por um nicho? No caso da DC, a questão é ainda mais preocupante: a Warner possuir todos os direitos dos personagens da editora, mas insistiu por anos em produzir apenas filmes do Batman ou Superman. As coisas parecem estar mudando por lá agora, com um filme da Liga da Justiça já agendado para 2017, e heróis importantes da empresa finalmente ganhando vida nas telonas, além da existência de séries como Arrow, que apresenta muito desse ‘universo secundário’ existente. Porém, ainda é preocupante saber que um Guaxinim falante foi apresentado para uma nova geração antes do que a Mulher Maravilha.

Claro que falar é muito mais fácil do que fazer. Heróis mais conhecidos, como Demolidor, Lanterna Verde e o Quarteo Fantástico, já obtiveram fracasso nos cinemas. Não basta apenas fazer. Tem que entregar um produto de qualidade e que seja interessante para o público. Talvez Guardiões da Galáxia acabe sendo apenas uma excessão a regra. Ou talvez o mercado se sature de tal forma que as pessoas não irão mais se interessar pelos filmes de super heróis. A verdade é que nunca houve momento mais adequado para arriscar.

 

Anúncios

11 comentários sobre “A importância de Guardiões da Galáxia

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s