[REVIEW] As Tartarugas Ninja

“Irregularidade marca nova releitura dos famosos personagens”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Confesso que nunca fui um grande fã das Tartarugas Ninja. Talvez por já ter nascido quando a febre havia diminuído, ou por ter pouco contato com desenhos e filmes deles, que eram de acesso mais fácil do que as revistinhas que originaram os personagens. Acho que o maior elo foi com um jogo, mas não lembro se ele era de SNES ou de fliperama. Enfim.

Mas, é verdade que sempre foi legal e interessante a ideia de 4 tartarugas ninja portando armas legais e que gostam de pizza. Isso é o que importa.

tartarugas-ninja-2014-trailer-final

O novo filme, produzido pelo contestado Michael Bay (que eu já dirigi uma carta aberta aqui, ao falar de Transformers), em nenhum momento chegou a criar uma expectativa, pelos trailers. Mesmo não me alimentando muito na nostalgia, havia um temor que o filme deturpasse muito os personagens, se transformando em um desastre como Dragon Ball Evolution. Apesar das fantasias usadas nos primeiros filmes também não serem grandes coisas (ao menos, hoje), o CGI das novas tartarugas dividiu a opinião do público.

Nessa apresentação para uma nova geração, acompanhamos April O’Neil (Megan Fox), uma jornalista que se esforça para ter seu trabalho reconhecido. Para isso, ela investiga ações do Clã do Pé, uma organização criminosa que assola Nova York, comandada pelo temível Destruidor (Tohoru Mesamune). Em suas investigações, ela acaba encontrando e se unindo aos vigilantes que tentam acabar com os planos da facção: Rafael, Leonardo, Michelangelo e Donatello.

O 'narigão' não fez assim tanta falta...
O ‘narigão’ não fez assim tanta falta…

A irregularidade do filme começa pela direção de Jonathan Lebesman (Invasão do Mundo: Batalha de Los Angeles). Se por um lado há acertos como a fotografia do filme, assim como no posicionamento de câmeras, no outro há escuridão nos primeiros confrontos envolvendo os heróis, o que prejudicou bastante as primeiras lutas dos personagens, dificultando perceber o que acontece em cena (agravado pela escuridão do 3D que, quase como de regra, nada acrescenta). Por isso, quando as lutas acontecem sob a luz do dia, a qualidade das mesmas melhora consideravelmente, principalmente no clímax do longa.

O roteiro também possui altos e baixos. A apresentação rápida da história dos personagens logo no início do filme é concisa e bem feita, porém o excesso de explicações e didatismos que se repetem ao longo do filme aborrece o espectador. A leveza e a diversão são uma das maiores apostas da obra, e não há tropeços neste aspecto, mas não espere um humor excepcional. O mais decepcionante, neste quesito, é a história clichê do filme, que me lembra em alguns aspectos chaves o plot de O Espetacular Homem Aranha 1 (que não por coincidência, também não é nada espetacular).

 april

As atuações cumprem as expectativas. Ou seja: não são nada de mais. Consideraria até injusto esperar um trabalho impressionante de Megan Fox, mas atriz também não prejudica a obra. Felizmente, a química do quarteto de lutadores funciona, tornando-os (ainda mais) carismáticos e bons de verem na tela.

De forma surpreendente, o visual do filme é um acerto. Julgo crível o visual das Tartarugas e em cena, os efeitos combinam a brutalidade e a força do corpo com gentileza das expressões faciais. O mais importante é que, nas cenas de luta, a movimentação é fluída e, salvos raros momentos, o espectador não fica perdido no que está acontecendo. O elogio do visual se estende ao Destruidor, que mesmo com seu gigantesco canivete suíço, também achei longe de ser um erro. Combinou com o clima e a proposta do filme.

splinter-shreder

Por fim, a sensação ao sair do cinema é que o filme poderia ser bem melhor, assim como poderia ser incrivelmente pior. Fica a torcida para que, com a continuação já marcada para Junho de 2016, os erros sejam corrigidos e a franquia possa se estabelecer de uma melhor maneira.

Nota: 5,5/ 10.

Anúncios

2 comentários sobre “[REVIEW] As Tartarugas Ninja

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s