[REVIEW] Gotham – Pilot

Por Adriedson Augusto

Elenco e personagens:

  • Ben McKenzie como Detetive James Gordon
  • David Mazouz como Bruce Wayne
  • Camren Bicondova como Selina Kyle
  • Sean Pertwee como Alfred Pennyworth
  • Robin Lord Taylor como Oswald Cobblepot/ O Pinguim
  • Zabryna Guevara como Sarah Essen
  • Erin Richards como Barbara Kean
  • Donal Logue como Harvey Bullock
  • John Doman como Falcone

gotham-character-poster

Em setembro de 2013, a Fox anunciou a série de TV Gotham, a ser produzida pela Warner Bros. TV e escrita por Bruno Heller, que já havia trabalhando em The Mentalist. Danny Cannon foi posteriormente anunciado como diretor do projeto. A Fox relatou que Gotham terá um tom semelhante aos filmes de Christopher Nolan e não terá ligação com o “Universo Cinematográfico DC” que a Warner Bros. está construindo no cinema.

E aqui estamos nós, em seu primeiro episódio dos 16 previstos. Já em seu início somos reapresentados a uma Gotham, como sempre, um pouco sombria e a uma Menina Gato (Selina Kyle) saltando entre prédios e assaltando pessoas para sobreviver e alimentar alguns felinos. Na sequência, assistimos ao assassinato dos pais de Bruce Wayne, que como todos sabem, fará com que um dia ele se torne o Batman. É agora que somos apresentados ao protagonista, o novato detetive James Gordon (interpretado por Bem Mckenzie, me lembrei dele como protagonista de O.C, Um Estranho no Paraíso). Inicialmente percebemos que ele é um policial sensato e honesto que ninguém respeita. Sua inocência faz com que não entenda que está completamente rodeado por homens dominados pela corrupção e egoísmo, um destes, seu parceiro Harvey Bullock, que só se importa com si mesmo e quer tentar fazer com que Gordon fique igual.

gotham

Gordon e Bullock são designados para o caso do assassinato dos Wayne. Imediatamente James consegue a confiança de Bruce, que visivelmente abalado, não queria falar com ninguém. Em seguida aparece nosso ilustre Alfred (Sean Pertwee), como sempre, um homem forte e cuidadoso com Bruce.

A caçada pelo responsável pela morte dos Wayne faz com que Gordon comece a conhecer como funciona o submundo de Gotham, totalmente dominado pela criminalidade e governado por Falcone, o chefe da máfia, que aparentemente tem perdido o controle de suas atividades, sendo traído e desobedecido por toda parte. Ele se diz um amante da cidade e que ela está por um fio, tentando convencer Gordon a não expor a farsa que criaram sobre quem matou os pais de Bruce, pois isso faria com que a imagem de justiça que o departamento ganhou ao descobrirem o falso bandido se perdesse e Gotham entrasse em caos. Gordon teve de ceder e fingir aceitar ordens de Falcone, pois sabe que só conseguirá combater toda essa criminalidade se estiver ao lado deles, por dentro do tumor que existe na cidade.

 Primeiras impressões

Como primeira impressão, achei estranho termos Ben McKenzie como Gordon, talvez por não ter um bigode, não ter a aparência tão severa e ter cara de galã de cinema. Mas ele fez uma boa atuação, me passou firmeza no personagem. A fragilidade de Gordon e como sua esposa o ajuda a passar pelas situações difíceis e a tomar decisões é algo que ajuda a humanizar a personagem. A série quer nos passar uma imagem do lado fraco das pessoas de Gotham e como tudo começou.

Oswald Cobblepot/ O Pinguim também foi bem interpretado. A insanidade vista na personagem mostra bem o início de carreira do sanguinário vilão. Porém só achei que faltou um nariz maior no ator, que por outro lado tem uma aparência gélida e louca.

Essa coisa de ver como surgiram os vilões, se for bem feita, pode ser muito legal. Já nos deram as primeiras aparições dos que serão Charada (Cory Michael Smith), Hera Venenosa (Claire Foley), e Selina Kyle (Camren Bicondova). Todos sabem como todos eles vão terminar, mas não temos ideia de como chegarão lá.

A trilha sonora está bem condizente com as cenas, assim como a fotografia e as paisagens, tudo como sempre, sem muita luz.

gotham-poster

Eu me surpreendi um pouco com este início, estava esperando bem menos (quase nada), foi uma boa surpresa e conseguiu a minha atenção para assistir um segundo episódio, que já tem nome marcado, “Selina Kyle”. Fica aqui minha sugestão para também darem uma chance a esta obra.

 Nota: 7,5/ 10.

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s