Supernatural

Por Matheus Araujo

Isto não é novidade e praticamente unanimidade, mas precisava ser registrado. Afinal, toda vez que passamos os olhos aí pelas interwebs pela combinação de palavras “super” e “natural”, só um pensamento imerge em nossas cabeças: Essa p*rra não tem fim?

E o que mais indigna é que já foi bom. Muito bom. Não é tipo Smallville, que chegou também a décima temporada (MELDEUS!) e no máximo impressionava por algo tão “meh” ter ido tão longe. Smallville era, sejamos honestos e benevolentes, ruim em sua maior parte. Supernatural, sim, teve qualidade. E uma qualidade constante. E “pior”, a série estava numa ascensão quando seu, digamos, previsível fim chegava. Numa série sobre assombrações, monstros, anjos e demônios, nada melhor que botar o ponto final no apocalipse, certo?

Ao menos para o criador da série, SIM. Eric Kripke, o cara que criou Supernatural lá em 2005, pulou fora justamente na supracitada QUINTA TEMPORADA. O sensato Kripke disse “não” a sua colaboração para destruição de sua criação, assim como grande parte dos fãs também o fez ao desistir da série. Não à toa a audiência, o que de fato mantém uma série de canal aberto viva, reduziu-se desde então.

Sinceramente… Continuar depois do Apocalipse? Meu amigo, quando o capeta olha nos olhos dos seus protagonistas, não restou motivo para não vencer mais essa e findar a jornada dos Winchester. Quem não estaria satisfeito? P*rra! Depois disso vira síndrome de Dragon Ball: Acabamos de derrotar o homem mais forte do mundo! E agora? Bom, acontece que esse cara não era mesmo o mais forte e… As desculpas são várias para chegarmos ao montante de mais de 200 episódios, anime e série derivada.

2ee50a4a844223e6e1d5f91127987510-d4jhe29
O projeto inicial do Kripke eram 3 temporadas, posteriormente 5 e, assim, terminado por ele. O enredo principal (infelizmente não o único) é de fato considerado pela CW terminado.

Chega a ser um tanto óbvio que após tanta insistência com os mesmos personagens que as tramas se repetissem apenas em cenários e com “nomes” diferentes e que, por essa repetição, o nível cairia. Há uma exaustão nos personagens. E enorme exaustão, afinal é um núcleo muito pequeno. Não é como, retorno a comparação, um Dragon Ball (aliás, que por coincidência também possuiu o autor pulando fora juntamente com boa parte dos fãs), que apesar da mesma premissa de sugar dinheiro até o fim, ainda se renovava com a introdução de novos personagens, descansando assim os mais experientes. Supernatural tem apenas dois personagens centrais e, mais grave, muito pouca ousadia por parte de seus produtores.

Por ser parte de um canal aberto, Supernatural tem que ter audiência e dificilmente resistiria ao abandono de um dos irmãos. Por abandono, digo um abandono temporário, como por diversas vezes a própria série sugeriu, mas não teve as bolas para sustentar a decisão. Arriscar em time que está ganhando? Pra quê? O que seria de Supernatural sem Dean? O que seria de Supernatural sem Sam? Não há como descarregar os ombros dos irmãos e isso trás conflitos intermináveis entre os dois. Quem não se encheu de ver os irmãos ora juntos, ora brigados, por substancialmente a mesma coisa?

E para vocês que não concordam comigo, eu concordo com vocês. Claro, existiram episódios bons após a quinta temporada. Não duvido. Os atores são bons, há um orçamento legal e sua fórmula realmente dá certo. Aliado a um ou outro talento escrevendo ou contando as histórias, de fato, muita coisa boa pode sair… Mas será que valeu à pena? Não fugiu da proposta? Não foi exagero? Valeu à pena?

Para mim, não. A saída foi abandonar a série; esquecer o que se viu após a quinta temporada; e considerar aquele, com algumas liberdades imaginativas, um bom final para uma história que tanto gostamos.

Para os persistentes, Supernatural retornou em 07 de Outubro deste ano.

Anúncios

2 comentários sobre “Supernatural

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s