[REVIEW] Constantine – Primeiras impressões

Por Matheus Araujo

Finalmente o lado mais escuro das grandes HQs chega às telas de nossas casas. Constantine, após 9 anos, ganha uma nova oportunidade audiovisual de mostrar seu valor (comercial) e nos divertir com seu malucos embates contras as criaturas mais absurdas da Criação.

Logo de início a principal a mudança. Para a nova tentativa, e felizmente para vários fãs, o intérprete de John Constantine mudou. Agora, inglês, loiro e fiel ao seu visual na arte sequencial, o exorcista ganha vida por Matt Ryan, que provavelmente ninguém jamais viu tão gordo, mas vários podem reconhecer seu trabalho como voice actor em Assassin’s Creed IV: Black Flag como Edward Kenway.

Antes de avaliar a recente empreitada, aproveitarei que trouxe o fantasma de Keanu Reeves e tecerei minhas impressões da adaptação de 2005.

A história é grandiosa e não tão madura quanto o costume dos quadrinhos. No entanto, ela transita bem por elementos da mídia original e faz interessantes referências narrativas e visuais (inclusive, há várias da primeiríssima aventura do HellBlazer). O mais triste fica por conta da puta hollywoodizada quase fatal aos fãs mais ferrenhos. Não bastasse a infidelidade visual e natal, a trama acompanha as tradicionais simplificação (certo emburrecimento) e megalomania americanas, não hesitando em transformar ignorantemente uma cruz numa arma de fogo. Veja bem… Não estou dizendo que não acho maneríssimo – por sinal, ela rende uma excelente cena de ação – e muito menos desgosto do santo soco inglês, mas meu trabalho aqui é ser “chato” e pontuar que isso está bem longe do espírito do demonologista da Vertigo.

gun

Mas como não sou o grande fã das HQs, consigo admitir facilmente que nem tudo o que muda é ruim. Do pouco que conheço do original, noto que o inferno está diferente, o que não me desagrada nada já que a participação desse cenário é espetacular. Aliás, deste ponto específico só fico chateado com os demônios que aparentemente foram rascunhados com as limitações de diversidade de um videogame, sendo todos iguais.

Voltando a série… Este primeiro episódio, tem lá suas semelhanças e diferenças com o Constantine anterior. Quanto ao tão esperado Matt Ryan, digo que fico um tanto em cima do muro. Se por um lado ele mantém um John mais fiel (mesmo sem fumar em cena…), ele exagera em certos aspectos de sua interpretação. Seu John é um tanto galante e excessivamente debochado, falastrão, características que Keanu Reeves mostrou na medida certa em 2005. No entanto, nada que não possa ser corrigido, afinal, diferente de Keanu, Matt possui diversas chances de se aprimorar com o passar da série. O resto do elenco da série não prejudica, mas não se equipara com as vantagens de se ter Rachel Weisz, Djimon Hounsou e Tilda Swinton no time.

O roteiro é menos ousado e a proposta de aventuras semanais compondo um grande arco casa bem com a proposta dos quadrinhos. Com ligeiras modificações, estão adaptando o mais importante dos primeiros arcos, Newcastle, o que é ótimo, pois é o arco para se estabelecer o personagem. Crucial é saber o quanto cada arco demorará em tela e se os roteiristas serão capazes de conduzir nesse formato a história sem deixá-la cansativa.

constantine-recap_612x380

Positivamente e em decorrência do menor orçamento, tem se menos exagero em tela. Constantine é mais humano e tenta combater mais com o conhecimento das artes das trevas do que com a maluquice citada acima. Por outro lado, por perder em orçamento, menos atraente visualmente é a série.

Com a possibilidade de melhora no decorrer dos episódios, tenho a esperança de um refinamento até o fim da temporada. Nenhum quadro é preocupante e todos os tropeços reversíveis. Que os roteiristas tenham liberdade para criar, mas continuem com a inteligência de seguir os quadrinhos da Vertigo.

Nota: 7/ 10.

Anúncios

Um comentário sobre “[REVIEW] Constantine – Primeiras impressões

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s