[REVIEW] Boyhood: Da Infância à Juventude

Por Matheus Araujo

Para quem não se recorda por nome, Boyhood é aquele projeto de Richard Linklater filmado ao longo de 12 anos com os mesmos integrantes do início ao fim e com os objetivos de relatar a vida de um jovem homem. Lembrou? Enfim, o filme do circuito não comercial mais comentado das interwebs do último ano chega aos cinemas brasileiros (em circuito limitadíssimo).

evolucao-do-protagonista-de-boyhood-durante-12-anos-1414683503289_956x500

Esbanjando um impressionante metacritic 100/100, a obra de fato foge do lugar comum e é uma das melhores alternativas atuais para experiências diferentes no cinema. Se já não era pouco ordinária a distância entre cada componente da trilogia do “Antes”, Linklater se supera perante os feitos de outrora. A proposta de acompanhar o crescimento de um ser em tela é fantástica!

A condução do diretor se assemelha a seus outros trabalhos e preza pelo fluir natural das cenas. Nada é mais grandioso do que a ideia dos 12 anos em si e a dramaticidade, o próprio roteiro da história, está longe da complexidade já desenvolvida por outras obras que tratam e conversam com o mesmo público. Ou melhor, é tão dramático quanto foi para você crescer.

O filme se mantém fiel a todo instante em apenas registrar os elementos comuns entre todas as juventudes e vence justamente nessa infância/adolescência compartilhada. Em especial, para aqueles que cresceram no mesmo período em que o protagonista (que é o exato tempo que eu e, por isso, provavelmente tanto mexeu comigo), que reconhecerão e partilharão de “temas menos universais”, como assistir a DBZ ou esperar pelos próximos livros de Harry Potter.

BOYHOOD

Ellar Coltrane, o nosso protagonista Mason, está bem pelo pouco que lhe é exigido em termos de atuação. Pela proposta, o garoto te vence pela identificação com a falta de carisma inerente e compatível com a média da população mundial naquela faixa etária, encurtando os longos 165 minutos de filme. Já a personagem de Lorelei Linklater, que faz sua irmã mais velha e que também acompanhamos envelhecer, pode ser encarada como um melhor presente para a vida de seu pai no mundo real, Richard Linklater. A garota tem grande parte da tenra idade num belo longa-metragem. Patricia Arquette e Ethan Hawke, os pais das crianças e os nomes mais conhecidos do elenco, são os atores dos quais mais é pedido e satisfatoriamente entregue em tela. Ao lado das crianças, um amadurecimento/ envelhecimento como adultos é visto como um ótimo coadjuvante ao lado da “boyhood”.

Pelo primor de experiência que Boyhood é: Vejam! O cinema é uma puta invenção nas mãos de Linklater e serão anos até que algo semelhante retorne às telas.

Nota: 9,5/ 10.

Anúncios

9 comentários sobre “[REVIEW] Boyhood: Da Infância à Juventude

  1. Talvez o filme não fosse tudo o que eu esperava mas é, sem dúvida, ótimo.

    A ideia do longa é por si só extraordinária, e praticamente revolucionária, salvo talvez pela própria Trilogia Antes, feita pelo mesmo Linklater. Acompanhar Mason crescendo trouxe um ar nostálgico, e me fez reparar o quanto pode acontecer desde a nossa infância até hoje, e olha que (teoricamente) ainda temos muito que caminhar!

    Boas atuações, boa direção, e o roteiro é esplêndido ao saber transformar uma vida ordinária em algo interessante, e que praticamente não cansa ao longo de quase 3 horas. Ao sair do cinema, a sensação que a ‘ride’ proporcionada pelo filme valeu muito a pena atinge em cheio. De certa forma, o último diálogo do filme (diálogos que, aliás, me lembram a pegada utilzada em ‘Antes’) põe em palavras o que sinto. Ótima experiência cinematográfica.

    Talvez não seja o melhor filme do ano, como eu esperava, mas é um dos melhores, sem dúvida. Já é um filme querido e marcante na minha. Que obras tão inovadoras e alternativas apareçam nos próximos anos.

    9/10

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s