O Curioso caso de Lupita Nyong’o

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Você lembra quem é Lupita Nyong’o? Se sim, sinal que sua ótima atuação em 12 Anos de Escravidão ainda está viva em sua memória. Se não, é compreensível: a atriz, após ganhar o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante desse ano, praticamente SUMIU das telas. OK, ela teve uma pontinha no Sem Escalas, mas ela não deve dizer mais do que 3 frases no filme.

 O que eu acho estranho, já que 12 Anos foi o primeiro papel da atriz na tela grande e, após a estatueta, eu esperava um BOOM! na carreira dela, o que não aconteceu. Tá, você pode argumentar que ela irá participar do novo Star Wars, e um blockbuster desse tamanho ocupa espaço na agenda dela. Mas quando você percebe que ela não aparece no teaser do filme divulgado na última sexta, e começa a fazer algumas comparações, a situação fica um pouco mais preocupante.

Tomemos por exemplo a vencedora do Oscar do ano passado. Com a estatueta de O Lado Bom da Vida em mãos, Jennifer Lawrence explodiu em Hollywood, se aproveitando por já ter contrato assinado com outros blockbusters, como Jogos Vorazes e X-men, mas encontrando espaço para outros filmes, como Trapaça. Uma comparação mais justa pode ocorrer com Anne Hathaway, que entre Os Miseráveis e Interstellar, apenas dublou para Rio 2.

Poxa, até o John Boyega apareceu e ela não?
Poxa, até o John Boyega apareceu e ela não?

Ficar sem novos trabalhos por um período de tempo não é novidade entre as ganhadoras de Oscar. Entre Um Sonho Possível e Tão Forte e Tão Perto, Sandra Bullock ficou dois anos fora do circuito; três anos foi o tempo em que Kate Winslet ficou na geladeira, no espaço entre O LeitorContágio; e dois anos também é o que separa Piaf- Um Hino ao Amor, que rendeu o Oscar para Marion Cottilard, de Inimigos Públicos.

A diferença é que boa parte das atrizes já possuía uma extensa carreira antes de levarem a estatueta: você já conhecia Hathaway por papéis como O Diabo Veste Prada; Bullock por Miss Simpatia (ou Velocidade Máxima, se você for um fã de Sessão da Tarde); Winslet por Titanic; Natalie Portman (Cisne Negro) por V de Vingança e Star Wars; enquanto Cottilard e Penélope Cruz (Vicky Cristina Barcelona) eram conhecidas por obras francesas e espanholas, respectivamente. Outras, como Octavia Spencer (Histórias Cruzadas) e Mo’Nique (Preciosa: Uma História de Esperança) vinham (e continuam) com trabalhos na televisão.

lupita 1

Talvez a estatueta tenha vindo cedo demais? Talvez… Mas a já citada Jennifer Lawrence também tinha uma carreira curta quando levou o prêmio. E assinar contrato com uma franquia de sucesso, assim como Lawrence fez, parece ser o caminho certo para que Lupita receba o merecido sucesso. Por enquanto, o jeito é sentar e esperar para que possamos ver o talento dela, mais uma vez, em tela.

Anúncios

Um comentário sobre “O Curioso caso de Lupita Nyong’o

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s