O Jogo da Imitação

“A genialidade de Alan Turing interpretada por um excelente Benedict Cumberbatch”

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Estamos em 2015, e acho que, a cada dia, o ‘mito’ da importância do Dia D na Segunda Guerra Mundial vai caindo, já que uma pesquisa mais aprofundada mostra estudos que revelam que várias batalhas travadas pelos soviéticos, no flanco leste, foram tão ou mais importantes do que a mais conhecida ofensiva dos Aliados (não que esta não tenha sua importância!).

O que talvez boa parte das pessoas não saiba foi a importância de outra batalha, travada pelas mentes do famoso matemático Alan Turing e sua equipe, na tentativa de quebrar o sistema de codificação criptografado elaborado pelos nazistas, chamado de Enigma. Em uma luta desesperada contra o relógio para salvar vidas e encurtar a guerra, acompanhamos em O Jogo da Imitação a trajetória de Turing (interpretado por Benedict Cumberbatch) na criação da máquina que mudaria os rumos do conflito e consolidaria o nome do matemático como o pai da informática.

imitation 1

Com uma história tão boa por trás (e uma postura de mostrar, melhor, os conflitos pessoais e emocionais do protagonista), o longa se tornou uma inevitável sensação no Oscar, sendo indicado em 8 prêmios. Além da aposta na categoria de Melhor Filme, o longa deposita sua maior esperança de conquista na atuação de Benedict Cumberbatch.

O ator inglês, que estourou nos últimos anos graças ao seu trabalho em Sherlock e se tornou um dos maiores queridinhos de Hollywood, provavelmente está em seu trabalho mais competente. Existe um brilho muito grande, que põe o talento do ator à prova e faz por merecer sua indicação à estatueta, ao mostrar e trabalhar o aspecto mais desafiador do matemático: sua homossexualidade, segredo que o levou a morte, já que era considerado crime na Inglaterra na época. Deve se juntar a isso ao trabalho para mostrar suas facetas de  genialidade, e sua dificuldade em lidar com as pessoas,o que, consequentemente, o coloca como personagem cômico e desajeitado em alguns casos, dando o tempero correto de comicidade à trama.

imitation 2

Uma indicação que vejo menos badalada e menos ‘merecedora’ é a de Keira Knightley, que faz Joan Clarke, única mulher na equipe de Turning e a principal amiga do gênio no longa. Apesar do bom trabalho, que possui uma boa química com Cumberbatch, a indicação da atriz a Melhor Coadjuvante entre as mulheres apenas confirma minha teoria que, este ano, os trabalhos femininos estão nivelados por baixo. É o mesmo caso da Lauren Dern em Livre: uma atuação comprada mais pela simpatia da personagem, do que necessariamente o trabalho da atriz. O restante das atuações, como é o caso de Charles Dance e Mark Strong, pouco acrescenta, mas é tem um trabalho feito com honestidade.

E já que apelei para comparações, o restante do trabalho da obra tem a mesma competência de Foxcatcher, porém, há, sim, um brilho adicional aqui: seja no roteiro, indicado a Roteiro Adaptado, que soube trabalhar muito bem a pessoa do Turning, além de interessantes dilemas, como o que fazer após a quebra do segredo; seja na direção do norueguês Morten Tyldum, que recebeu sua primeira indicação a Estatueta, e acertou em cheio na ambientação do filme, utilizando até mesmo localidades reais nas gravações; ou na trilha de Alexandre Desplat, que não tem apenas uma, mas duas (!) indicações ao Oscar deste ano (a outra é por Grande Hotel Budapeste). Prefiro seu trabalho em Budapeste, apesar de aqui, ele não estar menos competente.

THE IMITATION GAME

Apesar dos méritos e da qualidade, O Jogo da Imitação corre o risco de ser aquele típico filme que recebe muitas indicações, mas termina a noite com as mãos abanando. Se o destino for este, que ao menos o público corra atrás, aprenda e reconheça a importância do matemático inglês, responsável não apenas por salvar vidas, mas por proporcionar vários dos aparelhos tecnológicos do qual desfrutamos hoje.

Nota: 8/ 10.

Anúncios

4 comentários sobre “O Jogo da Imitação

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s