[FORA DE SÉRIE] O Homem Aranha voltou para a Marvel. E aí?

Por Luís Gustavo Fonseca

Quem é torcedor de futebol já conhece bem o sentimento: não importam as qualidades do elenco atual, as vitórias obtidas, os títulos conquistados. O torcedor sempre quer mais. Quer sonhar mais alto, que a contratação DAQUELE camisa 10, que ver diante dos seus olhos o verdadeiro time dos sonhos.

E se a Marvel Studios fosse um clube, não seria diferente. Para os fãs, por melhores que tenham sido resultados obtidos, ainda havia espaço para mais. A equipe ‘revelou’ ótimas joias para o mundo, seja com Homem de Ferro (tido como um herói B da editora até o sucesso do primeiro filme), seja com os até então desconhecidos Guardiões da Galáxia, que conseguiram cravar uma importância enorme para o gênero dos super heróis, provavelmente o mais especulado e hypado do cinema atual.

Para total frenesi da torcida, a contratação tão aguardada, tão desejada, aconteceu na última terça feira, 10 de Fevereiro. O Homem Aranha, herói mais conhecido e querido da Casa das Ideias, finalmente voltou para onde nunca deveria ter saído. Voltou para seu lar (referência intended).

OK, mas o que sabemos? Momento “muita calma nessa hora”. Primeiro, que a Sony Pictures (sim, a mesma que produziu todos os outros filmes do Aranha até o momento) irá continuar possuindo os direitos do personagem, financiando e distribuindo os novos filmes do Aracnídeo (aliás, um novo filme já está agendado: esqueça aquele papo que ele só sairia em 2018. O novo longa chega as telonas em 28 de Julho de 2017). Se a princípio a informação não empolga, algumas mudanças fundamentais na equipe criativa poderão fazer toda a diferença.

A primeira delas é a ausência de Avi Arad no projeto. Responsável por levar o personagem para a Sony, ainda nas negociações dos direitos do personagem em meados da década de 90 (período que a Marvel passou por maus bocados e, para se salvar da falência, teve que vender os direitos de suas franquias mais conhecidas), o nome do produtor está totalmente de fora do anúncio oficial da parceria.

HA 4

A segunda é a entrada de Kevin Feige como um dos produtores, ao lado de Amy Pascal, ex co-chairman da Sony e que, recentemente, mudou de cargo dentro da empresa, após os escanda-los envolvendo seu nome recentemente no #SonyHack. Não reconhece o nome de Feige? Pois saiba que, talvez, você tenha muito que agradecer a ele, já que ele é o homem responsável por trazer a vida todo esse Universo Marvel dos Cinemas, tornando o estúdio em um dos mais importantes influenciadores da cultura pop atual.

Pois bem, sai o homem que foi o responsável pela entrada do Venom em Homem Aranha 3 (sem dúvidas, um dos principais fatores que comprometeram a qualidade do filme), entra o responsável por emplacar vários sucessos pela Marvel. Um quadro mais animador agora, não? E fica ainda melhor quando se pensa não só que o Aranha poderá aparecer agora em filmes do Universo Marvel, mas como um personagem ou outro da Marvel agora poderá aparecer nos filmes solos do Aranha, o que sem dúvidas permite uma nova dinâmica para o Universo Marvel. Por exemplo, é possível agora construir uma trama mais complexa e profunda envolvendo o núcleo urbano da Marvel, com o Rei do Crime sendo uma pedra no sapato não só para o Demolidor, mas também para o Amigão da Vizinhança.

Mas QUEM é esse Amigão da Vizinhança? Bem, não será Andrew Garfield (o que eu lamento muito, pois sempre gostei dele no papel). A Marvel quer alguém jovem, para poder abordar o Peter ainda no colegial. Dois nomes já aparecem na lista de possíveis contratações: Logan Lerman (Corações de Ferro) e Dylan O’Brien (Maze Runner) saem na frente para assumir o papel. Isso se realmente tivermos um Peter Parker, já que será o 3º rosto diferente em menos de 10 anos. Será que a Marvel teria a coragem de ousar, mais uma vez, e colocar Miles Moralles, o Homem Aranha do Universo Ultimate, como o homem por trás da máscara?

Um resumo do Homem Aranha nos cinemas
Um resumo do Homem Aranha nos cinemas

“E onde estaria esse Homem Aranha durante os eventos de Os Vingadores, que ocorrem em Nova York?”. Buraco fácil de ser tampado. Como a ideia é ter um Aranha jovem, em 2012 ele não tinha poderes ainda! A aranha pode ter picado Peter em paralelo aos acontecimentos de Capitão América: O Soldado Invernal, por exemplo, e a carreira de vigilante (ou, por que não, de lutador mascarado?), pode mal ter começado, com ele apenas parando alguns ladrões de quinta categoria.

Ele poderia vir ao mundo com os vindouros acontecimentos de Vingadores: A Era de Ultron, filme que terá holofotes colossais e se posicionaria como uma plataforma perfeita para mostrar que o herói existe naquele universo. O problema? Faltam pouco mais de 2 meses para a estreia do longa, e sabemos que “a pressa é inimiga da perfeição”. Mesmo em uma cena pós-créditos, muita coisa, como a decisão de quem será o ator, contratos, etc., teria que ser decidida. Outra possibilidade seria alguma referência (novamente, na tradicional cena pós-créditos) do filme do Homem Formiga, o que seria até uma forma de alavancar o interesse do público para o herói, que também não é muito conhecido. A necessidade de expô-lo ainda este ano é em detrimento de Capitão América: Guerra Civil, filme que abordará o arco mais importante da Marvel da última década, e na qual o Homem Aranha tem papel fundamental.

Possível especulação do que o herói irá fazer no universo Marvel
Possível especulação do que o herói irá fazer no universo Marvel

A possibilidade que enxergo com bons olhos (e que vejo poucos comentando) é um Marvel One Shot no Blu-ray de A Era de Ultron. Não apenas é mais um atrativo para a mídia física, como é uma estratégia que permite mais tempo para planejamento (o blu-ray deve sair só em Setembro), e tempo maior para exploração (cerca de 10 minutos, ao contrário dos 2 minutos que as cenas pós-créditos costumam ter). E você pode fazer um One Shot SEM o Homem Aranha! Imagino uma reportagem do Clarim Diário, investigando os acontecimentos de A Era de Ultron, talvez até mesmo com uma pegada meio Marvels, de como os meros mortais observaram o acontecimento. Seria a chance de estabelecer personagens secundários importantes do Universo do Aracnídeo, como Betty Brant, o editor do Clarim, Robert, e quem sabe até mesmo um novo JJJ. Uma visita à escola onde Peter estuda, uma entrevista com um tal de Flash Thompson, o mistério envolto de alguns robôs Ultron achados amarrados em um poste por uma teia… E aí, quando a TRETA ficasse enorme em Guerra Civil, ele apareceria e mostraria o seu ponto de vista sobre a discussão toda.

Enfim, várias possibilidades. Mas agora, o torcedor da Marvel pode comemorar, porque a ‘cereja do bolo’ chega para integrar e assumir a titularidade do time da Casa das Ideias. Se antes 2016 seria ‘apenas’ o ano que veríamos Batman vs Superman nos cinemas, agora também é o ano em que, finalmente, veremos o Amigão da Vizinhança jogando pelo time certo.

Anúncios

Um comentário sobre “[FORA DE SÉRIE] O Homem Aranha voltou para a Marvel. E aí?

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s