Ela

“Ao final de 2 horas, 3 certezas: 1- Spike Jonze tem ideias muito loucas; 2-Amar um computador é possível; 3-Scarlett Johansson está muito além de um corpo bonito”

Por Luís Gustavo Fonseca

Assim como em 12 Anos de Escravidão, Ela foi aquele filme que eu quis ver sem saber praticamente nada. Sério, a ÚNICA coisa que eu sabia do filme é que o Joaquin Phoneix (ator que tem a minha admiração) usava um bigode estranho no rosto, e só. Nada sobre a história, nenhum trailer… E esse nome: Ela. Uma palavra tão comum, que achei inovador ser o título do longa. E faz absolutamente todo sentido.

Como se já não soasse absurda a ideia que é a de Quero Ser John Malkovich, também de Jonze, em Ela, novamente, algo fora do comum: Theodore Twombly (Joaquin Phoneix), um cara um tanto solitário e recluso, trabalha em uma empresa que faz cartas de amizade, amor, casamento, aniversário, como se fossem os textos que eram lidos nos auto-falantes dos carros a uns anos atrás, sabe? Eis que, para sair de sua solidão, ele acaba comprando um novo Sistema Operacional, recém-lançado no mercado, feito para “suprir suas necessidades”. E aí, ele conhece e se apaixona pelo SO dele, Samantha (Scarlett Johansson), e temos uma história.

Ela 2

A primeira coisa que me chama a atenção no filme é o fato que o nome dele poderia ser “Red is the lovest colour“, pois a cor vermelha aparece em 90% das cenas. Alguém devidamente formado em cinema pode te dar um TCC explicando o que a cor vermelha tem a ver com o filme, e quais eram as intenções do diretor em evidenciar isso, mas apenas me resumirei a ideia que o vermelho, de certa forma, representa a presença da Samantha no filme. Como o corpo da atriz não aparece, ela fica representada pela cor, que aparece seja na roupa de Theoodore, nas janelas do escritório, nas paredes, no poster do filme, etc. No mais, além de uma fotografia agradável, a direção de Jonze é tranquila, sem grandes coisas capazes de chamar a minha atenção.

O brilho de Jonze mora mesmo no roteiro, que resultou em seu Oscar. Além de fazer a ideia inusitada funcionar (nem tão inusitada assim. Quem não é apaixonado pela GlaDos? Sem contar que a relação humano-robo/inteligência artificial não é novidade), ele mistura muito bem o tom dramático do filme com o de cenas cômicas (e cenas cômicas muito boas). Aliás, os diálogos escritos por ele são sensacionais. Flui com bastante facilidade, encantam, e a história em si toma um rumo interessante.

Ela 1

Nas atuações, novamente, Joaquin Phoneix muito, muito bem. Não tão bem quanto em The Master, mas em um dos papéis que eu mais gostei dele. Você simplesmente compra o personagem. Mas quem roubou a cena foi Scarlett Johansson. Incrível como ela conseguiu atuar só com a voz. Eu conseguia visualizar a expressão facial dela em cada frase, de forma nítida. Como eu disse, a presença dela é sentida durante todo o filme. E olha que eu geralmente não gosto de mulheres com voz mais rouca (se bem que a dela nem é tanto assim), mas poxa, difícil não apaixonar, né? Muito curioso para ver os extras desse filme, e ver como foram as gravações que envolviam ela. Entendo agora a pressão que fizeram para ver se ela concorria a melhor atriz. E o pior que não acho exagerado. Mas é uma discussão longa. O elenco de apoio do filme também é louvável: Amy Adams muito boa, Chris Pratt também, Rooney Mara idem e mesmo a Olivia Wilde, na única cena que faz.

Ela 3

Por fim, a trilha de Owen Pallett combina muito com o filme. Ela, no final das contas, é um drama romântico com pitadas de comédia romântica, que se tornou um dos melhores dos últimos anos. Não teve fôlego para ganhar muitas estatuetas, mas será um queridinho que não será esquecido nos próximos anos.

 

Nota: 8,5/ 10.


Anúncios

8 comentários sobre “Ela

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s