[FORA DE SÉRIE] Oscar e Bilheteria: uma combinação imperfeita

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Gostou de Interstellar? Se apaixonou pelos filmes da Marvel de 2014, Capitão América: O Soldado Invernal e Guardiões da Galáxia? Ou o X-men: Dias de um Futuro Esquecido? Talvez, Planeta dos Macacos: O Confronto? Pois bem. Estes blockbusters, além de serem algumas das maiores bilheterias de 2014, compartilham outra característica: nenhum deles teve a mínima chance de se destacar no Oscar (ou em qualquer outra premiação de importância).

No lugar destes, filmes ‘menores’, como Whiplash, Selma, Birdman e Grande Hotel Budapeste, acabam sendo os preteridos pela Academia a disputar os prêmios mais cobiçados, como melhor ator e atriz, diretor e filme. Claro, há sim um reconhecimento da Academia para com os blockbusters, mas em geral, esse reconhecimento vem em prêmios técnicos, como efeitos especiais, mixagem e edição de som, maquiagem… É raro que esses filmes disputem os prêmios maiores.

Mau retrospecto entre bilheteria e Melhor Filme não é um bom sinal para Sniper Americano
Mau retrospecto entre bilheteria e Melhor Filme não é um bom sinal para Sniper Americano

Esse ano não está sendo (muito) diferente. Na bilheteria doméstica (aquela que conta apenas o faturamento dos EUA e Canadá), os 8 indicados ao Oscar de Melhor Filme faturaram, juntos, mais de 600 milhões de dólares até o momento, totalizando uma média de 75 milhões. O diferencial: mais da metade deste montante vem de Sniper Americano (312 milhões de dólares), uma das poucas exceções de sucesso de público nos últimos anos, e de chances no principal prêmio. Em compensação, Whiplash, Boyhood, Birdman e A Teoria de Tudo acumulam juntos 105 milhões. Para efeito de comparação, Uma Noite no Museu 3 (um longa de caráter muito mais comercial e menos artístico) faturou, sozinho, 111 milhões.

Essa média evidencia a preferência por filmes de orçamento baixos e indies deste ano, já que ela é a segunda mais baixa desde 2009, quando houve a expansão de participantes na corrida por Melhor Filme (apenas 2011 tem um desempenho pior, com 69 milhões, mas com 9 filmes). E para o azar de Sniper, muito raramente o filme que mais faturou na bilheteria doméstica, levou. De 2003 para cá, apenas 3 filmes conseguiram o feito: O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (um blockbuster genuíno, que arrecadou 377 milhões); Os Infiltrados, em 2006, com ‘modestos’ 132 milhões; e Quem Quer Ser um Milionário?, que conseguiu 141 milhões em 2008, quando a disputa ainda era restrita a 5 concorrentes.

Quem quer ser um Milionário?: o último campeão de bilheteria e do Oscar
Quem quer ser um Milionário?: o último campeão de bilheteria e do Oscar

A força do mercado internacional também não amolece o coração da Academia. Avatar, a maior bilheteria da história, não levou em 2009; mesmo caminho tiveram A Origem e Toy Story 3, em 2010; e o próprio Gravidade, que faturou mais de 700 milhões pelo mundo em 2013/14, também não levou ano passado. O vencedor com maior arrecadamento desde O Retorno do Rei (mais de um bilhão ao redor do globo) foi O Discurso do Rei, em 2011, com uma arrecadação de 414 milhões. Valor que filmes pipocões do ano passado, como Uma Aventura LEGO e As Tartarugas Ninjas, conseguiram superar.

Talvez a incompatibilidade entre o sucesso de público e o amor da Academia faça parte da movimentação da roda da indústria hollywoodiana, já que a conquista das premiações mais cobiçadas faz toda diferença para os envolvidos na obra, por menor que seja o faturamento. Contudo, se a Academia quer fugir de vez do fantasma da baixa audiência, e dos comentários maldosos que “Não dá mais para levar o Oscar a sério” e atrair o interesse de um público mais jovem (que é, no final das contas, o público do futuro), é chegada a hora de rever seus padrões e considerar, ao menos, por na disputa alguns dos filmes mais falados do ano… Talvez assim como nós já fizemos aqui no Filmaida Awards! =D

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s