Um Santo Vizinho

“Bill Murray, em atuação inspirada, é o melhor ‘pior vizinho’ do mundo”

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Se Daniel Radcliffe com seu par de chifres foi o que chamou a atenção de quem foi ao cinema semana passada, para assistir Amaldiçoado, Um Santo Vizinho aposta na presença do legendário Bill Murray para conseguir seu público, e justificar para o brasileiro sua indicação na categoria Melhor Filme Comédia/Musical do Globo de Ouro deste ano.

Murray interpreta Vincent, um velho rabugento que enfrenta vários problemas pessoais, agravado pela sua situação financeira apertada, o vício na bebida e seu modo nada harmonioso de lidar com as pessoas. O curso de sua vida dá uma guinada a partir do momento que, mesmo a princípio sendo a contra gosto, ele passa a ser a ‘babá’ de Oliver (Jaden Lieberher), filho da vizinha Maggie (Melissa McCarthy), que acabaram de se mudar para a vizinhança. Vincent vê no ‘ofício’ a oportunidade de solucionar seus problemas financeiros, e sua relação com Oliver acaba afetando profundamente a vida de ambos.

st vincent 3

Theodore Melfi é quem dirige e roteiriza a obra. Se uma avaliação de sua direção pode ser resumida a um simples ‘OK’, já que é um trabalho feito com competência, mas sem momentos espetaculares, é no seu roteiro que podemos achar uma das principais qualidades do filme. O argumento do texto pode até ser, de certa forma, batido (o personagem problemático que começa a se relacionar involuntariamente com uma criança que também passa por certos problemas pessoais, e a partir desta relação, a vida de ambos muda), mas Melfi acerta em cheio na condução deste. O balanço que a obra possui entre a parte de comédia e sua parte dramática é um de seus melhores trunfos, já que a transição entre o riso e os momentos mais sérios acontece de maneira perfeita, concedendo um ritmo excelente ao filme. Junte-se isso diálogos bem construídos, e o quesito não poderia ter uma avaliação mais positiva.

Imagino que o público em geral tenha em mente a imagem de um Bill Murray carismático, fanfarrão, engraçado. Aquele Bill Murray que se consagrou em Os Caça-Fantasmas. Mas uma faceta sua mais dramática também não é a maior das novidades, já que foi no estilo que ele conseguiu sua única indicação ao Oscar, em 2004, por Encontros e Desencontros. Em Um Santo Vizinho, temos o melhor dos dois mundos, já que Murray casa, perfeitamente, frases e expressões de seu lado cômico, com uma parte mais sóbria, no que provavelmente é seu melhor trabalho nos últimos anos.

st vincent 1

O brilho e os elogios à Murray acabam se estendendo ao elenco de forma geral, já que Jaden Lieberher consegue ter uma excelente química com o experiente ator (o que era primordial para o filme); Melissa McCarthy me apresentou uma face muito mais interessante do que quando a conhecia, pelo infame The Heat, de 2013, mostrando que, nas mãos de um bom diretor e um bom roteiro, pode calar muitas bocas no Caça-Fantasmas feminino que está por vir; e Naomi Watts nos entrega Daka, uma divertida prostituta carregada de sotaque russo, que acaba por acrescentar nos dois núcleos do filme. Apenas Terrence Howard acaba sendo incrivelmente pouco explorado, mas nada capaz de prejudicar a obra como um todo.

st vincent 2

 A ótima trilha de Theodore Shapiro (A Vida Secreta de Walter Mitty) é a cereja da qual o filme precisava. A satisfação que ocorre durante os créditos (na qual Murray tenta, de forma desconcertada, cantar uma música) é de que Um Santo Vizinho  pode facilmente se tornar um daqueles filmes queridos por quem assiste, um filme que faz a pessoa se sentir bem. Por isso, quem tiver a oportunidade, não deixe de conferir a obra, que já é uma das mais agradáveis surpresas do cinema este ano.

Nota: 7,5/ 10.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Um Santo Vizinho

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s