[FORA DE SÉRIE] Jurassic Park 3D

Por Luís Gustavo Fonseca

Quando eu ainda era pequeno, lá para minha 4ª ou 5ª série, lá estava eu com alguns amigos, tranquilamente conversando sobre bobagens quaisquer, enquanto jogávamos Dino Crisis (não sei se o 1 ou o 2, acho que o 2) no meu PlayStation 1. Eis que, ABSOLUTAMENTE DO NADA, em um momento do jogo, um velociraptor pula de uma janela e proporciona AQUELE susto. Eu só lembro que na hora eu dei um soco no meu Play 1 para ele desligar e pronto. Desde então, desenvolvi um medo pelo os dinossauros.

Por isso, eu nunca tinha assistido a nenhum dos filmes de Jurassic Park, que passam repetidamente na TV. Entretanto, mediante ao relançamento do filme em 3D, há 2 anos, um filme tão aclamado merecia ser conferido. Afinal, em 93 eu não era nem nascido. Ver um filme dessa magnitude no cinema aparentava não apenas ser uma oportunidade única, mas uma ótima experiência.

E foi.

JP 3

Juro que tenho dificuldades em encontrar defeitos no filme. Eu realmente gostei de tudo! O filme sabe entreter, cria perfeitos alívios cômicos, e também excelentes momentos de tensão. Como o Spielberg é alguém que fez centenas de coisas, fica até difícil de dizer se esse filme entre para os melhores de sua carreira. Mas, dentre os que eu vi, é o meu preferido. A direção é concisa, ele dedica tempo para nos apresentar um mundo fantástico, com cenários incríveis. O longa tem um ritmo muito agradável e fluí tranquilamente, não pesando nem um pouco as 2h de duração. O roteiro, de Michael Crichton (Twistter) e David Koepp (Homem Aranha), já cria logo vários ganchos para as futuras continuações, mas o plot deste filme é redondinho, com a presença de bons diálogos.

As atuações podem não ser de Oscar, mas todas agradaram. O trio Sam Neill, Laura Dern e Jeff Goldblum lideram o filme com um bom nível de atuação, tendo o suporte das então crianças Ariana Richards e Joseph Mazello, do simpático velhinho Richard Attenborough e claro, também dele, Samuel L. Jackson. Talvez as atuações do “caçador” Bob Peck e do vilão Wayne Knight (apenas quando assisti que reparei que ele esteve no Space Jam) tenham ficado abaixo das outras, mas nada que cheque a ameaçar a qualidade do filme.

A tensão desta cena é clássica!

A melhor coisa de ter visto esse filme em 2013, no cinema, foi reparar COMO NÃO ESTÃO DATADO os dinossauros de 93. Meu Deus, estão totalmente críveis os seres do parque. Isso contribui muito para a construção dos momentos de tensão, porque mesmo sabendo de certa imunidade dos personagens (eu duvidada desde o começo, por exemplo, que as crianças morreriam), você fica apreensivo quando os dinos estão em tela. Caro leitor(a), na cena que a câmera volta e aparece o velociraptor pela primeira vez, FOI SENSACIONAL! Aliás, esses bichanos foram ótimos antagonistas. Eu ficava a todo o momento olhando para os cantos da sala, esperando que o réptil (que, aliás, está mais para ave) surgisse e começasse a me encarar. Apesar do “medo”, é uma sensação muito boa. O 3D, em si, por ser convertido, não ofende. Acrescenta pouco, mas não chega a piorar a projeção, e realça certos momentos.

Eu não preciso nem falar da trilha do bom e velho John Williams que, como sempre, está excelente. Novamente, soube criar um tema que fica na cabeça de todos. O único problema que eu tenho com as trilhas dele é que eu tenho uma facilidade incrível para confundir os seus temas mais conhecidos. Eu não sei se é só eu que tenho na cabeça que esses temas consagrados (Superman, Indiana Jones, Jurassic Park) se parecem, ou se existe alguma semelhanças mesmo. Enfim, quando o tema de JP tocou no talo na sala (ou melhor, todas as vezes que ele tocou no filme), foi realmente de arrepiar!

Essa foi a minha reação ao ver como eram os dinos no filme
Essa foi a minha reação ao ver como eram os dinos no filme

O filme, provavelmente, possui alguns problemas que eu não citei aqui, mas é possível relevá-los.  Sem dúvidas, achei uma aventura e tanto. Assistir a obra pela primeira vez no cinema  proporcionou uma experiência bem diferente do que ver na TV. Fantástico! Que este vindouro Jurassic World saiba lidar com o peso que carrega nas costas.

Nota: 9,5/ 10.

Anúncios

Um comentário sobre “[FORA DE SÉRIE] Jurassic Park 3D

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s