Doctor Who – Season 9

“Nona temporada chuta as bundas de todas as dúvidas.”

Por Matheus Araujo

Já são 10 anos do ressurgimento de Doctor Who. Se em 2005 poucos confiavam no sucesso, a série não só contrariou geral de lá até cá, como apenas atingiu o ápice de sua popularidade. Evidente que vários são os responsáveis pelo êxito, embora representarei essa galera condensada nos astros principais: Ecclestone reapresentou o Doctor; Tennant o incendiou; Smith o tornou um fenômeno; e Capaldi… Bem, até então não havia mostrado o porquê de sua chegada. As dúvidas haviam retornado após a década!

A desconfiança foi tamanha que, antes desta última temporada, surgiram especulações quanto à permanência de Moffat como showrunner, cortes no orçamento, mudança de formato e até uma despedida precoce de Capaldi. Depois do último ano, seriam tolos se assim fizessem.

É complicado dizer que a evolução é do Capaldão, mas é inegável o quão mais fascinante, ainda que energicamente antiquado, tornou-se o seu Doctor. O 12º finalmente é o Doctor que se importa e, aliado a um melhor script e mais oportunidades de cativar, consegue diminuir a distância entre o Time Lord sisudo e a audiência ainda não convencida. E, sinceramente, torná-lo mais amigável era um tanto necessário devido às provocações um pouco mais maduras que a temporada faria.

doctor-who-peter-capaldi
A nova pegada é tão eficiente que justifica até essa cara!

Já sua relação com Clara reduziu um tanto de suas complicações, operando como normalmente Doctor e sua companion faziam. Especificamente quanto à performance de Clara, a ausência de Danny, a redução da sua e a maior importância do Doctor, além da divisão de atenções com outros personagens (como a irrepreensível Missy), a tornaram muito mais… Companion. A Clara de certo protagonismo forçado dá sua vez a uma grande amiga do Doctor que participa de suas aventuras num “coadjuvantismo” perfeito.

Outra mudança que veio para o bem, foi o dobro do tempo por história e a possibilidade de respirar, permitir ao enredo que se desenvolva bem e, diferente das outras temporadas, distorça as ideias de Moffat. Ruins, eu diria que temos só dois episódios: The Woman Who Lived (a terceira história não começa ruim, mas esse final não convence) e Sleep No More (uma das coisas mais sofríveis de todo DW e MUITO felizmente um dos raros episódios sem par). Todos os outros possuem motivos para serem bastante queridos: o primeiro brinca brilhantemente com a mitologia; o segundo, por mais que não seja um dos meus preferidos por isso, será lembrado pela quebra da quarta parede; o quarto é marcante quando Capaldi discursa genuína e fantasticamente como um Doctor, sem mencionar as questões dos refugiados e do infeliz timing com os atentados.

Antes de abraçar o ‘arco’ da reta final, sinto a necessidade de pontuar uns aspectos técnicos. Particularmente, senti muita falta de trilha sonora na oitava temporada e só do Capaldi aparecer pela primeira vez com uma guitarra… Era o recado da importância da música nessa nona. Quanto ao visual, temo que a inconstância marque a temporada. Aparentemente, a divisão do orçamento foi um tanto desigual e enquanto alguns ‘arcos’ são deslumbrantes, como o final, noutros episódios o nariz chega a torcer pelo mais simples efeito.

doctor-guitar
Estilo!

Enfim, a reta final. Uma das melhores dos últimos anos. Após os três últimos episódios, desafio alguém a contestar o esgotamento das boas ideias de Moffat. O que é o episódio Capaldi solo? Não só uma vitrine para o talento do cara, mas uma grandiosa ideia. A liberdade criativa para contar uma história sempre foi o elemento mais interessante em todo DW. Justamente o bom uso dessa possibilidade quase infinita para criar torna esse, facilmente, um dos melhores episódios da retomada. E a despedida da Clara? EU julgo a melhor de todo “new who”. Mesmo não amando a personagem, o envolvimento do Capaldi, todos os roteiros, a dimensão e a beleza dos episódios, transformam tudo no mais excepcional adeus.

doctor-clara-season-9

Um só coração não consegue chegar ao final.

Nota: 8,5/10.

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s