Spotlight: Segredos Revelados

“Spotlight se mostra digno de ser um novo clássico sobre filmes de jornalismo”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Como estudante de Jornalismo, era até meio óbvio que um filme como Spotlight: Segredos Revelados atrairia minha atenção e, eventualmente, acabaria escrevendo sobre ele aqui. Mas, de certa forma, ainda é uma sensação estranha, curiosa, ver na tela a retratação do trabalho de colegas de profissão. Inevitavelmente, me pergunto: “mas será que eu vou conseguir, um dia, fazer algo semelhante? ”.

O filme retrata a história real do escândalo investigado e publicado pelo jornal Boston Globe sobre casos de pedofilia envolvendo padres da Igreja Católica, e como a Igreja conseguiu acobertar os crimes por décadas. O longa acompanha um time de repórteres (justamente da divisão Spotlight, focada na apuração de grandes matérias investigativas) e os desafios enfrentados por eles ao longo dos meses.

S_07041.CR2

Entre as qualidades, destaca-se o roteiro, assinado por Josh Singer e o diretor da obra, Tom McCarthy, e que mostra as dificuldades de um processo jornalístico deste tamanho, dos desafios de contatar as fontes, da necessidade de apurar as informações e ir cada vez mais fundo. Tudo isso transformado em diálogos que não soam forçados, ajudando na ideia de verossimilhança com a realidade. Talvez, haja um romantismo, um tom de saudosismo, um tanto exagerado na abordagem proposta pela obra, mas é um aspecto que pode ser relevado. O roteiro se beneficia da ótima edição do filme, que consegue deixar a trama dinâmica – mesmo se tratando uma investigação que durou meses -, sabendo juntar as diversas peças do quebra cabeça com o devido esmero.

O elenco conta com nomes como Michael Keaton, Rachel McAdams, Mark Ruffalo e Stanley Tucci, e era um dos principais trunfos de divulgação do longa, que almejava indicações individuais para os atores durante o período de premiação. Individualmente, penso que a equipe de atores não justifique essa ambição, apesar da competência do trabalho. As melhores cenas aparecem quando o grupo trabalha junto, e a química entre eles transmite o ar de uma redação jornalística.

spotlight03

Cotado para entrar com força na disputa pelos prêmios mais cobiçados do Oscar (a lista dos indicados sai na próxima quinta, dia 14), Spotlight: Segredos Revelados demonstrou seu potencial para ser um dos melhores do ano. E mais: é digno de entrar na lista de filmes obrigatórios para os cursos de Jornalismo e Comunicação Social, ao lado de obras como Cidadão Kane, A Montanha dos 7 Abutres, Todos os Homens do Presidente, Quase Famosos… uma adição mais do que bem vinda.

Nota: 8,5/ 10.

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s