Deadpool: o início de uma nova era nas adaptações de quadrinhos?

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Há cerca de um ano e meio, escrevi como o sucesso de Guardiões da Galáxia poderia influenciar as produções de super heróis do cinema. O fato de um bunch of a*holes, desconhecidos pela maioria absoluta do público, ter sido a produção de maior bilheteria do ramo naquele ano (superando heróis veteranos, como Capitão América, X-men e Homem Aranha) levou a Marvel a confirmar a produção de mais heróis que (ainda) não estão no imaginário das pessoas, como Capitã Marvel e Os Inumanos. A DC também se movimentou, e apostou suas fichas em Esquadrão Suicida para ter sucesso semelhante.

Mas o que a FOX e Deadpool conseguiram este final de semana pode ser uma nova revolução dentro do “gênero” de adaptações em quadrinhos. O longa do Mercenário Tagarela estreou faturando Us$260 milhões de dólares pelo mundo, sendo que US$135 milhões foram arrecadados na chamada bilheteria doméstica (aquela que considera apenas o montante arrecadado nos EUA e Canadá). Números impressionantes, sobretudo por ser uma produção R-rated/para maiores de 16 anos.

deadpool 2

Alguns dados que enobrecem essa marca. Os números consolidam a obra como a maior abertura doméstica de um filme com essa classificação etária, quebrando o recorde de Matrix Reloaded (US$91 milhões). É a maior abertura do mês de fevereiro, pulverizando a marca feita por 50 Tons de Cinza no último ano (US$ 85 milhões), assim como a maior abertura para uma adapatação de quadrinhos classificada como R-rated, deixando para trás os 70,8 milhões de dólares obtidos por 300 a quase 10 anos. Também é o maior final de semana que FOX teve em sua história, destronando os US$108,4 milhões de Star Wars: A Vingança dos Sith (contudo, o episódio III da franquia galática estreou em uma quinta feira, onde faturou US$50 milhões, então talvez não seja a comparação mais justa).

Mais: somente o Homem Aranha, Batman, Superman, Homem de Ferro e Os Vingadores tinham sido os heróis capazes de arrecadar mais de 100 milhões de dólares na bilheteria doméstica em seu primeiro final de semana. Seleto grupo do qual o Deadpool faz parte agora. Aliás, a obra do anti herói está a menos de US$100 milhões de se tornar o filme “dos X-men” com maior arrecadação em solo norte americano, título que pode ser conquistado nas próximas semanas.

Ainda é cedo para prever onde a febre do Deadpool pode chegar, mas as avaliações positivas do público e da crítica certamente tornarão o filme um sucesso ainda maior do que já é (e o longa nem será lançado na China, mercado chave na indústria atual). Mais interessante, portanto, é imaginar como esses números podem influenciar futuras produções. A FOX já havia confirmado uma continuação do anti-herói, mas será que o sucesso convenceria os executivos do estúdio da Raposa a transformar Wolverine 3 em R-rated? Para efeito de comparação, Wolverine: Imortal, lançado em 2013 e em 3D, faturou US$414 milhões ao redor do globo, marca que não deve ser problema para Deadpool passar. Um filme mais pesado de Logan é um sonho antigo dos fãs, e agora há o argumento que sim, existe uma demanda para isso. Hugh Jackman, contamos com uma pressão vinda de você.

wolverine-3

A Marvel tem uma “válvula de escape” para essa demanda, que são suas produções televisivas feitas em parceria com a Netflix. No último ano, a abordagem pesada e sanguinolenta de Demolidor fez o maior sucesso entre os assinantes do serviço, algo que se repetiu com Jessica Jones e deve marcar as próximas produções da dupla. Ainda está muito nebuloso como o estúdio planeja aproveitar esses personagens no cinema (se é que, de fato, essa mistura irá ocorrer), mas há um estoque de personagens que podem ser aproveitados. Talvez um novo filme do Motoqueiro Fantasma? Ou apostar no Cavaleiro da Lua? Possibilidades é o que não faltam.

O acerto com Deadpool só me faz querer ainda mais que a DC e a Warner Bros. tivessem feito Esquadrão Suicida já com essa pegada. Acho que há um potencial bem grande sendo desperdiçado aí. Mas há outros candidatos. Apostar num filme do Deathstroke (justamente o personagem que inspirou a criação do Deadpool) seria a jogada mais segura, pois poderia ser uma produção desgarrada do universo cinematográfico da DC e, portanto, usufruir de uma maior liberdade criativa. Mas sonho mesmo seria se produzissem um filme do Lobo. Deuses do cinema, nunca pedi a vocês nada! Façam isso acontecer!

lobo

E para você? Quais personagems poderiam aparecer nas telonas com essa abordagem mais violenta e adulta? Deixe sua opinião nos comentários!

Anúncios

3 comentários sobre “Deadpool: o início de uma nova era nas adaptações de quadrinhos?

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s