#TeamCap, #TeamIronMan e o poder da discussão

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Capitão América: Guerra Civil chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (28) rodeado de expectativa, prometendo se tornar mais um sucesso da (até então) vencedora caminhada da Marvel Studios. O longa é aguardado pelo público não apenas por ser mais um filme do estúdio, mas pelo seu caráter de conflito entre dois dos personagens chaves do Universo Marvel do Cinema (MCU), contando com a presença da maioria dos heróis deste universo e ganhando contornos de um filme dos Vingadores. Além disso, a introdução de novos heróis como Pantera Negra e do fucking Homem-Aranha servem como um chamariz extra na hora de captar a atenção do telespectador, aumentando ainda mais as possibilidades que a equipe de marketing tem na hora de vender o filme.

Contudo, Guerra Civil conta um fator extra que pouquíssimos outros blockbusters têm a sua disposição: o boca-a-boca e a discussão gerada pelos dois lados que o longa pretende abordar, independentemente da divulgação de qualquer material de propaganda. Tentarei explicar.

cw 01

A partir da pergunta “De que lado você está?”, e da exposição dos dois lados contrários no conflito – o Homem de Ferro defende o registro dos heróis junto ao governo, enquanto o Capitão América está do lado da autonomia dos mocinhos -, não foi nem necessário um trailer para que as pessoas começassem a tomar partido e defender seus lados. Pronto. Já havia sido criado toda uma discussão em volta da obra, assim como a HQ fez há quase uma década. Era um buzz que ia além das expectativas em relação a qualidade do filme, ou da empolgação de rever seus personagens favoritos ou de ver novas faces no MCU.

Uma expectativa relacionada nem tanto ao fator de mistério que, por exemplo, Star Wars: O Despertar da Força tinha (além da nostalgia, é claro). E que também não estava exclusivamente ligada a popularidade e ao gosto dos personagens, como foi em Batman v Superman: A Origem da Justiça. Aliás, o filme da DC propunha um embate parecido, também no campo das ideologias dos dois heróis. Mas a divisão e o debate não chegou a ser tão profundo, antes da estreia do filme. As pessoas escolhiam o seu lado da briga pelo seu personagem favorito. Resultado: o Batman teve muito mais pessoas ao seu lado, justamente por ser um dos heróis mais queridos do planeta, enquanto o Superman, apesar de ser reconhecido, não tem o mesmo apelo com o público.

Mas o mais bacana (E SURPREENDENTE!) foi a maneira como a discussão foi sendo construída. E o próprio timing em que ela surgiu. Em um período em que, politicamente, o Brasil está dividido, com várias pessoas não demonstrando serem capazes de conviver com opiniões divergentes e estabelecer o diálogo entre as partes, optando por pregar o ódio ao outro lado, as discussões relacionadas a Guerra Civil surgem como uma verdadeira luz no fim do túnel.

Em posts relacionados ao filme, é fácil encontrar pessoas comentando “Sou #TeamX por causa disso, disso e disso”, e sendo apoiadas ou contra argumentadas com “Discordo. Eu sou #TeamY por causa disso, disso e daquilo.” Nada de ofensas, de rotulações ou de desmerecimento em vista de uma opinião contrária. Um debate sadio sobre um assunto que o próprio Chris Evans chegou a comentar que “não há lado certo.” São apenas dois pontos de vista que são naturalmente incompatíveis.

cw 03
E tem a galera que é só #TeamSpider =D

CLARO que não é algo homogêneo, livre de exceções. Vez ou outra, surgem aqueles que se dizem “os verdadeiros fãs, que leem as HQs há tantos anos” e, por isso, poderiam deslegitimar a opinião do outro. Em contrapartida (e para nossa sorte), há tantos outros que escolheram seu lado pelo fato do Tony Stark ser “zoeiro e carismático”, ou pelo Capitão América ser o rei das referências e integrante do Carreata Furacão. Brincadeiras que fazem parte e que tornam todo o processo mais divertido.

Por fim, Guerra Civil pode ser ruim, ter seus defeitos e não corresponder a expectativa do público. Isso, só vendo para saber. Mas, sem estrear, o filme pode já ter conquistado o seu maior mérito: mostrar que é possível conviver e aceitar as diferenças, mesmo em relação a questões tão pertinentes. Precisa de mais?

Anúncios

Um comentário sobre “#TeamCap, #TeamIronMan e o poder da discussão

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s