Furos de roteiro preferidos

Por Matheus Araujo

O furo de roteiro não só é natural, todavia essencial no cinema. Posso estar sendo radical, mas sem furo no roteiro, um filme sequer é um filme. Permitir a incoerência é amenizar a sisudez da arte e desmistificar o famoso “a diferença entre a verdade e a ficção é que a ficção tem que fazer sentido”. Afinal, até o dito maior de todos os tempos, Cidadão Kane, tem um icônico buraco em sua história. Logo, incomodar-se, ou acomodar-se, com esse fenômeno é “problema” exclusivo do espectador. Esperando contribuir para a sua postura diante do esburacado cinema, vou dividir contigo três experiências bastante pessoais.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

harry-potter4-movie-screencaps.com-12844

Não que Harry Potter possua um único e solitário furo bisonhão em seus oito episódios… Entretanto, a incoerência a seguir foi notada por uma versão infantil do autor deste texto e, portanto, o marcou. O Prisioneiro de Azkaban é uma obra que leva o seu espectador, criança ou não, a refletir e concluir que a viagem no tempo é um artifício poderosíssimo. No próprio filme, e também no livro, há uma tentativa de limitar as possibilidades do vira-tempo com o alerta de que bruxos que mexeram com o tempo sofreram consequências terríveis… Okay, eu até posso engolir que os mocinhos não quebrem as regras. Mas os Comensais da Morte? Por que o Voldemort é tão bom perdedor?! Por que ele insiste em contribuir para que Harry seja o menino que sobreviveu? Se eu fosse o vilão dessa parada, já teria instituído uma tradição com a comensaiada de, toda quarta às 19:30, matar esse moleque de um jeito diferente.

O Cavaleiro das Trevas

Furo de roteiro em filme de super-herói não é um fenômeno, exatamente, raro. Para representá-los, um dos mais doídos. O Cavaleiro das Trevas talvez seja a expressão máxima do cinema de super-herói, aclamado em todas as esferas possíveis. Ainda assim, se você repensar um pouquinho… Esse título não faz lá tanto sentido. Vocês se lembram de como o filme termina? Numa profunda admiração, Gordon responde ao seu filho porque a polícia está a caçar o Morcego: “Porque ele é o herói que Gotham merece, mas não o que precisa agora. Então, nós vamos caçá-lo. Porque ele pode suportar. Porque ele não é nosso herói. Ele é um guardião silencioso. Um vigilante protetor. Um Cavaleiro das Trevas.”

The Dark Knight

Terminar com frase de efeito sempre causa aquela impressão maneira, né? Mas, na verdade, o Batman só tá correndo porque a decisão de levar a culpa foi meio que tomada no susto. Tudo certo os caras quererem manter a imagem de Harvey Dent intocada, acobertando todos os crimes por ele cometidos. Mas daí, pra botar a culpa no Batman?! Por que não culpar o Coringa? Aliás, ele, de fato, é cúmplice e o arquiteto de toda merda que o Duas Caras fez. Tá vendo? Não é à toa que o Bruce entra em depressão e aposenta depois de perceber que, na real, ele nem precisava ser o tal do Cavaleiro das Trevas.

Toy Story

Dói. Dói ainda mais do que O Cavaleiro das Trevas, já alerto. Sério. É um furo que de tão gigante, vou te dar uma chance de parar sua leitura aqui. A chance foi dada. Não me responsabilizo pela ruína da sua infância.

ZEpDqXS

A trama de Toy Story parte de Woody tentando convencer ao Buzz de que ele é um brinquedo de criança!, certo? Então… Se o Buzz não acredita que é um brinquedo a princípio, por quê se porta como um na presença de Andy, seu dono? Se existe alguma outra motivação, jamais foi mencionada. Por isso, o comportamento do patrulheiro espacial e, consequentemente, toda a Toy Story não fazem qualquer sentido.

O curioso é que o filme fora, de fato, reconhecido por seu roteiro e nomeado ao prêmio da Academia. Não ganhou por estar indicado na categoria errada. Numa sociedade mais esclarecida, que reconhece os furos de roteiro como essenciais para o bom cinema, tava no papo: E o Oscar de maior furo vai para…

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s