Trailer >>> Filme

Por Matheus Araujo

Aquela que seria a esperança de redenção da DC, Esquadrão Suicida, é uma bosta. Não bastasse a expectativa envolvendo todo o contexto DC, fomos amaldiçoados por trailers espetaculares. O abismo entre a expectativa da publicidade e a experiência no cinema é tamanho que um texto que há muito gostaria de fazer está sendo agora lido por você.

Os trailers que são melhores que seus filmes… Há tanto material para essa discussão que a incompletude da lista é certa. Assim sendo, aqui vou me ater aos casos recentes e que dialogam um pouquinho entre si – criando, quem sabe, oportunidade para novas listas.

O Homem de Aço

Vamos começar com DC, mas guardar o Esquadrão para fechar com chave de “ouro”. Aliás, a diferença entre o primeiro e o último filme da companhia é bem considerável. O Homem de Aço não é uma bosta, podemos começar por aí, e seu trailer também não é nada de outro mundo. Ainda assim, é possível estabelecermos a comparação a partir de que todas as qualidades do filme estão contidas no trailer; ao passo que todos os defeitos, não. De grande mérito, o visual e a trilha são amostrados em seu auge; é realizada uma ótima apresentação do personagem; a simploriedade do roteiro e das interpretações são bastante suportáveis em 3 minutos; o trailer tem ritmo, refletindo na muitíssimo importante dosagem da ação, entregando cenas de altíssimo nível – algo que definitivamente não se mantém ao ser explorado exaustivamente no longa-metragem.

Vingadores – A Era de Ultron

Percebo que há a possibilidade que eu seja rotulado “hater da DC” após esse texto e, temendo essa unilateral injustiça, vou falar mal da Marvel também. Dentre todos os filmes da Casa das Ideias, nenhum possui uma venda tão equivocada quanto Era de Ultron. O tom do teaser trailer flertava com uma premissa mais sombria e, francamente, o Ultron é um comédia. Hora alguma do vídeo é possível perceber essa faceta pastelona que define o antagonista e grande parte do tom da sequência. Seguindo a regra, a primeira impressão foi a que ficou – nada foi tão marcante quanto a música distorcida do Pinóquio – e, consequentemente, um gostinho de “DCpção”.

Esquadrão Suicida

O mais recente lançamento da DC é o mais crucial para esta lista. Desde sua apresentação ao mundo, num extenso trailer na San Diego Comic Con, trilhado por I Started a Joke do Bee Gees, a ideia cativava. Embalado pelo sucesso do não convencional grupo da Marvel, Os Guardiões da Galáxia, o vídeo trazia a possibilidade de uma abordagem mais realista da turma de desajustados, embora formada por figuras altamente reconhecíveis. As influências do filme da Marvel são presentes do início ao desfecho, mas pra quê chutar cachorro morto? Melhor não comparar.

Engordando o Monstro da Expectativa, o primeiro trailer oficial é sensacional. Ritmado por umas das melhores músicas de todos os tempos, Bohemian Rhapsody, o tom se transforma e o clipe se destaca pela esperteza na edição. Uma notável confirmação de que o filme seria a mais certa fonte de entretenimento. E a lição foi aprendida. Nunca julgue um livro pela capa ou um filme pelo trailer.

Os trailers de Esquadrão Suicida são tão perfeitos que, como deveras primeiramente entoado em I Started a Joke, eles iniciaram uma piada que fez o mundo inteiro chorar.

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s