A Lei da Noite

“Novo filme de Ben Affleck marca seu maior tropeço em sua curta filmografia como diretor.”

Por Luís Gustavo Fonseca

O lançamento de A Lei da Noite no Brasil não poderia vir em momento mais conturbado para Ben Affleck. Apesar de ter calado bocas no papel de Batman em Batman v Superman: A Origem da Justiça, a má recepção por parte da crítica e a divisão de opiniões entre os fãs serviram para abalar a continuidade do trabalho do ator no Universo Extendido da DC (DCEU). Nas últimas semanas, ele abriu mão da direção do novo longa do Cavaleiro das Trevas (o que, sem dúvidas, era um dos aspectos que mais empolgavam os fãs), e houveram rumores até de que ele deixaria o uniforme do Morcego em breve. O que antes parecia um acerto em cheio, agora levanta dúvidas e incertezas.

E A Lei da Noite pode ser o responsável por esta instabilidade – ao menos, em parte. A produção faturou US$ 21 milhões no mundo até o momento, e estima-se que ele causou a Warner Bros. um prejuízo de 70 milhões de dólares! Este é o quarto filme dirigido pelo ator, e narra a história de Joe Coughlin (Affleck), um fora da lei que, durante a década de 20 e a época da Lei Seca nos EUA, alia-se a uma das máfias de Boston para conquistar sua vingança contra um dos chefões do crime da cidade. A jornada o leva a Flórida, onde ele se torna o responsável por expandir os negócios da máfia e alcançar o seu objetivo.

LIVE BY NIGHT

Este é o primeiro dos quatros longas dirigidos por Affleck que não conquista nenhuma indicação ao Oscar. E olha que este é o primeiro trabalho dele como diretor desde Argo, obra que faturou três estatuetas, incluindo a de Melhor Filme. O problema para o filme ter sido esnobado pela academia e ter recebido uma recepção morna da crítica não está na direção. Assim como em seus demais trabalhos, ele mais acerta do que erra. Affleck sabe aproveitar os ambientes fechados do enredo, criando pequenos planos sequências que dão uma agradável fluidez as cenas. Além disso, aqui deve estar as melhores sequências de ação que ele dirigiu até o momento, alternando entre tiroteios em lugares fechados e perseguições de carros (cenas de perseguição com automóveis antigos é algo muito divertido de ver).

Entretanto, ele peca na direção de atores, o que é curioso se pensar que os outros três longas ele dirigiu receberam indicações ao prêmio máximo do cinema nas categorias de atuação coadjuvante. Nomes como Elle Fanning, Zoe Saldana, Chris Cooper e Sienna Miller acabam sendo subaproveitados. Não que há atuações ruins (o próprio Affleck é o que mais se destaca nesse aspecto), mas havia potencial para ir bem além.

LIVE BY NIGHT

E o que contribui para isso é o roteiro, o ponto mais fraco da obra. É a segunda vez que Affleck adapta um trabalho de Dennis Lehane (sendo Medo da Verdade o outro), mas é a primeira vez que Affleck escreve um de seus trabalhos sozinho, e isso pesou.  O problema maior é a criação e o desenvolvimento de personagens que, no máximo, são pouco empáticos (o que, certamente, refletiu no trabalho dos atores). É difícil desenvolver um elo com eles, tornando o enredo desinteressante, e tornando as 2h09 de produção arrastados, com um ritmo inconstante – a versão estendida de Atração Perigosa, com 2h30, tem maior dinamicidade. Há até boas ideias, como colocar a máfia em um ambiente mais tropical, misturando-a com povos latinos e o Ku Klux Khan, mas que tem um desenvolvimento mediano e pouco consistente.

No fim, tendo A Lei da Noite em vista, o afastamento de Ben Affleck da direção do The Batman pode ser algo bom, diminuindo um pouco da turbulência do DCEU – e talvez ajudando a preservar a própria carreira dele.. Claro, mesmo com esse deslize, ainda vejo mais segurança no nome dele do que outros candidatos que tiveram nomes cogitados, como Matt Reeves (Planeta dos Macacos: O Confronto), já que Affleck é o que melhor teria assinatura e personalidade para o projeto. O roteiro será assinado em parceria do ator com o quadrinista Geoff Johns, ficando a expectativa para se, com um par de mãos extras, a história não volte a vacilar.

Nota: 6/ 10.

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s