Atômica

“Em thriller de espionagem bem amarrado, Charlize Theron entrega uma das melhores protagonistas do ano.”

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Às vésperas da queda do Muro de Berlim, a agente secreta Lorraine Broughton (Charlize Theron) é enviada para a capital alemã para auxiliar o agente David Percival (James McAvoy). A missão da dupla é recuperar uma lista secreta com o nome e a localização de todos os espiões ativos do bloco capitalista, impedindo que essas informações caiam em mãos indesejadas.

A obra é dirigida por David Leitch, que comandou o primeiro “John Wick e irá dirigir a sequência de “Deadpool. Por ter trabalhado como dublê durante anos, Leitch constrói cenas de ação bem-feitas, valorizando a coreografia das lutas e enquadrando esses momentos com sabedoria. Ele mostra a pancadaria em takes mais abertos, que dão uma compreensão melhor do que se passa em tela, sem cair no artifício de fazer diversos cortes rápidos e que confundem o espectador.

A violência é visceral e crua, mas consegue ser, de certo modo, até mesmo elegante, tornando mais prazeroso de se ver cada momento de combate. O plano sequência no último ato, além de ser SENSAFODÁSTICO, tem um nível de visceralidade e de qualidade de execução dignos da cena da igreja de “Kingsman: Serviço Secreto. Outro ponto positivo da produção é a fotografia, que mescla de forma harmônica paleta de cores frias, como azul, com cores quentes, tal como o laranja. Quando há o contraste das duas em cena, o resultado rende belos frames que poderiam até ser enquadrados e pendurados na parede

O roteiro pode até apresentar algum nível de previsibilidade quanto aos desdobramentos da trama e o longa não é tão dinâmico quanto poderia ser, já que as quase duas horas podem cansar o espectador – o primeiro ato, por exemplo, poderia ser mais curto. Entretanto, o desenvolvimento como um todo é agradável e prende o espectador, havendo méritos na consistência da história e na forma em que ela é amarrada. Os diálogos e acontecimentos vão reforçando, cada vez mais, o clima de desconfiança, paranoia e suspeita no decorrer da missão, o que ajuda a construir um enredo inteligente, mas sem cair na armadilha de tentar ser mais mirabolante e difícil do que o necessário. As próprias músicas que permeiam o enredo – cortesia de Tyler Bates (Guardiões da Galáxia Vol. 2“), conhecido por utilizar essa estratégia – deixam sua marca e ajudam a contar a trama, aumentando o nível de imersão de quem assiste.

A porradaria desse filme é espetacular! Um deleite para os olhos.

Se, por um lado, nomes como Toby Jones (da série “Sherlock”) e John Goodman (“Rua Cloverfiel, 10”) acabam tendo uma participação pequena na obra, Charlize Theron vive uma das melhores protagonistas que tivemos este ano. Intrigante, decidida, badass, charmosa e fatal, ela entrega uma personagem de diferentes facetas e, em cada uma delas, uma ótima atuação, carregando o filme com tranquilidade. James McAvoy não está no nível excepcional de “Fragmentado”, porém é mais um trabalho consistente do ator e que agrada de ver em tela. O último destaque fica para Sofia Boutella (“A Múmia”), que interpretada uma personagem mais inocente no meio deste ambiente de paranoia, entretanto é graças a essa pegada leve que o roteiro pode explorar melhor a personagem de Theron.

Por fim, “Atômica” acaba sendo um mix bem feito e agradável do mundo de espionagem mais pé no chão do James Bond de Daniel Craig com a violência rápida e deslumbrante de John Wick. E assim como o longa estrelado por Reeves, seria ótimo se pudéssemos voltar a esse mundo. Certamente, Atômica – e Charlize Theron – ainda tem muitas bundas para chutar.

Nota: 7,5/10.

Anúncios

O que você acha sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s