Ranking Christopher Nolan: Do Pior ao Melhor

Por Luís Gustavo Fonseca

Ao longo de quase duas décadas, Christopher Nolan tornou-se um dos cineastas mais conhecidos e importantes da indústria. Emplacando sucessos de bilheteria para além da franquia Batman, ele consolidou seu nome como uma marca, conquistou milhares de fãs e, por isso, cada novo projeto do inglês é cercado de expectativa. Com a estreia de Dunkirk, que aconteceu no Brasil no último dia 27, o seu 10º longa, é chegada a hora de fazer uma pergunta difícil: qual é o melhor filme da carreira dele? Será mesmo Dunkirk? E qual de suas dez produções pode ser considerada a pior? Em uma postagem que está fadada a polêmica, listei a filmografia de Nolan, indo do pior para o melhor. É bem provável que você discorde, então, lembre-se de postar a sua lista nos comentários. Continuar lendo “Ranking Christopher Nolan: Do Pior ao Melhor”

7×1: Homem-Aranha 3

Por Luís Gustavo Fonseca

Lembro que Homem-Aranha 3 foi o primeiro filme do personagem que assisti no cinema. O Amigão da Vizinhança tornou-se meu herói predileto tanto por influência dos outros dois longas, assistidos na televisão, mas principalmente por influência do clássico desenho da década de 90. Muito dessa ligação vem do fato de Peter Parker ser um jovem comum, que se esforça para pagar as contas e ir bem na escola, uma de suas características mais consagradas. Mas o que mais chamava a atenção era o modo irreverente e cômico com que ele lidava com seus vilões, caçoando deles e nunca perdendo a hora para fazer suas piadinhas. Continuar lendo “7×1: Homem-Aranha 3”

“Rakka”: um recomeço para Neil Blomkamp

Por Luís Gustavo Fonseca

Neil Blomkamp teve um começo avassalador em Hollywood. O seu filme de estreia, Distrito 9, foi indicado a quatro estatuetas do Oscar, incluindo o prêmio de Melhor Filme. Apadrinhado por Peter Jackson (produtor do longa), a produção conseguiu o clamor da crítica e também do público, o que criou uma expectativa gigante para os futuras obras comandadas pelo sul-africano. Entretanto, os trabalhos posteriores não causaram o mesmo impacto: tanto Elysium quanto Chappie tiveram uma recepção morna dos críticos e não causaram, também, o mesmo BAFAFÁ no público, gerando dois resultados fracos de bilheteria. Continuar lendo ““Rakka”: um recomeço para Neil Blomkamp”

Piratas do Caribe: Melhores Momentos

Por Luís Gustavo Fonseca

Na próxima quinta (25), Jack Sparrow está de volta para um inédito Piratas do Caribe. A franquia, que teve início em 2003, não tem uma produção nova desde 2011, quando o quarto longa da série, Navegando em Águas Misteriosas, teve uma recepção morna da crítica e do público, mesmo fazendo um caminhão de dinheiro. Apesar disso, Piratas ainda tem uma base de fãs imensa, que tem um enorme carinho pelos demais filmes. Aproveitando a ocasião, montei uma lista com alguns dos mais icônicos momentos que a franquia teve até agora. Continuar lendo “Piratas do Caribe: Melhores Momentos”

Adaptações

Por Matheus Araujo

As minhas discussões sobre adaptações começaram nos idos de 2005, quando assisti a Harry Potter e o Cálice de Fogo. Sai daquela sessão desolado, decretando-o como o pior da franquia. Aos dez anos, não conseguia conceber qualquer porquê capaz de justificar a mutilação do livro do qual resultara aquilo denominado roteiro adaptado. Creio que leitores tão apaixonados quanto eu fora, provavelmente, identificam-se com o sentimento. Felizmente, eu mudei.

Continuar lendo “Adaptações”

Samurai Jack: passado e futuro se encontram na nova temporada

Por Luís Gustavo Fonseca

Enquanto os milhões de foliões se divertiam, fantasiados, nos bloquinhos de carnaval que se espalharam pelo Brasil durante o melhor feriado deste país, aproveitei o recesso para corrigir uma lacuna da minha infância e assistir a todos os 52 episódios de Samurai Jack. A série, veiculada entre 2001 e 2004 no Cartoon Network (CN), foi dividida em quatro temporadas de 13 episódios cada. Treze (!) anos depois, ela retorna (agora com transmissão da Adult Swin, que transmitiu o primeiro episódio no último sábado, lá nos EUA) para sua derradeira conclusão, encerrando a rivalidade atemporal de Jack e de Abu – sempre dou uma risadinha ao perceber do porquê mudaram o nome do vilão (Aku) por aqui. Continuar lendo “Samurai Jack: passado e futuro se encontram na nova temporada”

Filmaiada Awards 2017

Por Luís Gustavo Fonseca e Matheus Araujo

Já estamos praticamente em Março, o ano começa a partir da próxima quarta-feira (com o triste fim do Carnaval) e até mesmo a cerimônia do Oscar já aconteceu, no último domingo (26). Então, aos 49 do segundo tempo e com o banco de reserva já pedindo para o jogo terminar, é chegada a hora de darmos uma última olhada para o ano cinematográfico de 2016, e escolhermos o que tivemos de melhor (e pior!) no ano que se passou. Depois de muita análise e discussão, negociatas, acordão com o Supremo para estancar a sangria, chegamos aos vencedores do que melhor foi lançado no Brasil no último ano (ou seja, tudo que rolou entre 1º de janeiro e 31 de dezembro) – e sem confusão no final para premiar o melhor filme =D. Discorda da gente? Deixe nos comentários sua opinião sobre quem deveria, de fato, levar o GRANDIOSÍSSIMO prêmio do Filmaiada Awards! Continuar lendo “Filmaiada Awards 2017”

Oscar 2017: Para além de La La Land

Por Luís Gustavo Fonseca

A manhã da última terça (24) serviu para confirmar que, de fato, La La Land é o filme a ser batido do Oscar este ano. Dirigido por Damien Chazelle, ele igualou o recorde de Titanic e A Malvada, ao conquistar 14 indicações, e deve sair da premiação com ao menos uma mão cheia de estatuetas. Os indicados revelados, contudo, mostram que a 89ª edição do prêmio mais importante de Hollywood não se resume ao sucesso do franco favorito. Abaixo, alguns outros aspectos que merecem destaque – que vão além da 20ª indicação de Maryl Streep e da esperada (mas não menos doída) não indicação de Deadpool a Melhor Filme. Continuar lendo “Oscar 2017: Para além de La La Land”

Em Busca da Perfeição

Por Matheus Araujo

Além da trilha sonora intocável, atuações harmoniosas e edição histórica, Whiplash nos presenteia com a discussão: talento x esforço. O discurso em sua totalidade – até mesmo no subtítulo nacional – apesar de não descartar o potencial inato para o sucesso, evidencia e problematiza a importância da dedicação.

Continuar lendo “Em Busca da Perfeição”

Esquecidos 2016

Por Luís Gustavo Fonseca e Matheus Araujo

Em decorrência dos grandes lançamentos, os holofotes no último ano estiveram voltados para produções como Batman v Superman, Capitão América: Guerra Civil, Animais Fantásticos, Rogue One, entre outros. Contudo, alguns filmes provavelmente passaram despercebidos pelo público. Seguindo sua tradição, o Filmaiada separou seis filmes que foram lançados em solo brasileiro no último ano e que merecem a sua atenção. Confira! Continuar lendo “Esquecidos 2016”