Esquecidos 2016

Por Luís Gustavo Fonseca e Matheus Araujo

Em decorrência dos grandes lançamentos, os holofotes no último ano estiveram voltados para produções como Batman v Superman, Capitão América: Guerra Civil, Animais Fantásticos, Rogue One, entre outros. Contudo, alguns filmes provavelmente passaram despercebidos pelo público. Seguindo sua tradição, o Filmaiada separou seis filmes que foram lançados em solo brasileiro no último ano e que merecem a sua atenção. Confira! Continuar lendo “Esquecidos 2016”

Anúncios

12 Filmes para ficar de olho em 2017

Por Luís Gustavo Fonseca

Ao menos no cinema, o ano de 2016 não foi tão ruim quanto em outros aspectos da vida cotidiana. Tudo bem, houve filmes ruins, como Independence Day: Ressurgimento, algumas decepções como Esquadrão Suicida, mas também houveram pontos positivos, desde longas que saíram em Janeiro, como Os Oito Odiados, passando por surpresas como Deadpool e Zootopia, até a possíveis concorrentes ao Oscar deste ano, como A Chegada. Continuar lendo “12 Filmes para ficar de olho em 2017”

Você é nerd?

Por Matheus Araujo

Desde que superado o significado depreciativo há alguns anos, o nerd é tipicamente identificado por gostos específicos. Até concordo que a Cultura Nerd é o grande expoente desse ser, mas teimo que não o limite. Em suma, atribuir nerd a qualquer um que possua O Senhor dos Anéis entre seus filmes favoritos – apenas pessoas de bom senso – é um tanto simplista.

Continuar lendo “Você é nerd?”

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada e as Suas Adaptações

Por Matheus Araujo

Quando a continuação de Harry Potter foi anunciada, varinhas e chapeis pontiagudos foram lançados ao céu tamanha a excitação. Todavia, uma interessante preocupação acompanhou a notícia que informava que o bruxo de J.K. Rowling invadiria os palcos de teatro: como nós, fãs ao redor do mundo trouxa, assistiríamos à continuação? Logo, as pressões para a maior disseminação da história começaram…

Continuar lendo “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada e as Suas Adaptações”

Precisamos falar sobre Pokémon GO

Por Matheus Araujo

O massivo sucesso de Pokémon GO incomoda muita gente. Críticas desde ao despropósito do jogo até uma reflexão quanto à alienação de gerações. Gerações, já que muitos julgam bizarra a “adoção” do brinquedo por adultos. Pois é, aspas. Sequer é uma adoção. Pokémon GO é, sim, brinquedo de gente grande.

Continuar lendo “Precisamos falar sobre Pokémon GO”

Trailer >>> Filme

Por Matheus Araujo

Aquela que seria a esperança de redenção da DC, Esquadrão Suicida, é uma bosta. Não bastasse a expectativa envolvendo todo o contexto DC, fomos amaldiçoados por trailers espetaculares. O abismo entre a expectativa da publicidade e a experiência no cinema é tamanho que um texto que há muito gostaria de fazer está sendo agora lido por você.

Continuar lendo “Trailer >>> Filme”

Furos de roteiro preferidos

Por Matheus Araujo

O furo de roteiro não só é natural, todavia essencial no cinema. Posso estar sendo radical, mas sem furo no roteiro, um filme sequer é um filme. Permitir a incoerência é amenizar a sisudez da arte e desmistificar o famoso “a diferença entre a verdade e a ficção é que a ficção tem que fazer sentido”. Afinal, até o dito maior de todos os tempos, Cidadão Kane, tem um icônico buraco em sua história. Logo, incomodar-se, ou acomodar-se, com esse fenômeno é “problema” exclusivo do espectador. Esperando contribuir para a sua postura diante do esburacado cinema, vou dividir contigo três experiências bastante pessoais.

Continuar lendo “Furos de roteiro preferidos”

Retrospectiva Bourne

Por Matheus Araujo

Quão irônica é a proposta de recordar a franquia do agente secreto com problemas de memória?

Em 2002, os livros de Roberto Ludlum não apenas ganharam as telas, como estabeleceram o padrão do cinema de ação pelos anos que se seguiram. Dirigido Doug Liman, responsável também pelo ótimo No Limite do Amanhã, Identidade Bourne é de um estilo de ação tão poderoso que, logo em sua estreia, mudou as regras até mesmo para os maiores nomes do subgênero de espionagem, como 007 e Missão Impossível. Ou você acredita que o Bond menos glamouroso de Daniel Craig é apenas coincidência?

Continuar lendo “Retrospectiva Bourne”