Aquaman

Apesar de tons distintos, filme do rei dos mares acerta na ação e caracterização do personagem, e coloca a DC de vez no caminho certo”

Por Luís Gustavo Fonseca

Entre os heróis mais populares da DC Comics, talvez poucos tenham uma trajetória na cultura pop tão curiosa e de altos e baixos quanto o Aquaman. Um dos fundadores da Liga da Justiça nos quadrinhos, o personagem ganhou muita popularidade durante os anos 70, quando foi uma das estrelas do desenho “Superamigos”, produzido pela Hanna-Barbera. Entretanto, o estrelato veio com uma fama cômica, uma vez que o herói, capaz de falar com os peixes, era constantemente alvo de piadas, algo que acabou ficando associado a sua imagem. Continuar lendo “Aquaman”

Anúncios

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

“Novo capítulo ajuda a expandir a franquia e mitologia, mas excesso de subtramas atrapalha ritmo e desenvolvimento de personagens.”

Por Luís Gustavo Fonseca

Em 2016, a estreia de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” marcou o início de um novo capítulo do universo Harry Potter. Ao voltar para a década de 1920 e apresentar um novo protagonista, a autora J.K. Rowling teve a chance de dar vida a novos personagens e enriquecer a franquia que ela idealizou nos livros. Para além disso, ela tinha a oportunidade de detalhar, como não não havia sido explorada antes, uma passagem importante da história: ascensão e queda do bruxo Grindelwald. Sobretudo, a grande batalha que ele travou com Alvo Dumbledore, episódio no qual o futuro diretor de Hogwarts passaria a ser o dono da Varinha das Varinhas. Continuar lendo “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”

Millenium: A Garota na Teia de Aranha

“Genérica e sem personalidade, nova adaptação da série Millenium passa longe de repetir as qualidades do longa de David Fincher”

Por Luís Gustavo Fonseca

Em 2011, a série de livros sueca “Millenium”, escrita pelo jornalista Stieg Larsson, conseguiu ganhar ainda mais popularidade mundial ao ter seu primeiro livro, “O Homem Que Não Amava as Mulheres”, adaptado por Hollywood pelo diretor David Fincher (“A Garota Exemplar”). A obra, estrelada por Daniel Craig (“007 Contra Spectre”) e Rooney Mara (“Maria Madalena”), foi bem recebida pelo público e crítica, com a produção conseguindo ser indicada em cinco categorias do Oscar – e levando uma estatueta para casa. Contudo, uma continuação para o filme nunca saiu do papel… Ao menos, até agora. Continuar lendo “Millenium: A Garota na Teia de Aranha”

Bohemian Rhapsody

Homenagem à icônica banda britânica tem como destaque atuação sólida e convincente de Rami Malek como Freddie Mercury”

Por Luís Gustavo Fonseca

Mais difícil do que nunca ter ouvido falar de Queen, é nunca ter ouvido alguma das músicas da famosa banda britânica. Desde o seu surgimento nos anos 1970, o Queen conquistou milhões de fãs pelo mundo, emplacando composições emblemáticas que conquistaram o imaginário do público. “Bohemian Rhapsody” se propõe a retratar um pouco de tudo o que a banda representa, mostrando a origem e a escalada ao topo, passando pela composição das músicas mais famosas, aos conflitos de Freddie com os demais membros, além de mostrar seus próprios medos e inseguranças, o que o distanciou de seus colegas e prejudicou a sua saúde.

Continuar lendo “Bohemian Rhapsody”

O Primeiro Homem

Chegada do homem à Lua ganha contorno humano e intimista no novo e ótimo trabalho de Damien Chazelle

Por Luís Gustavo Fonseca

No próximo ano, um dos acontecimentos mais importantes da do século XX comemora 50 anos. A chegada do homem à Lua foi um capítulo marcante na história da humanidade, na acirrada disputa da Guerra Fria e no desenvolvimento tecnológico que aconteceu na época. Com direito a transmissão ao vivo para o mundo todo, o dia 24 de julho de 1969 ficou gravado na mente de toda uma geração, e viria a ser abordado nas décadas seguintes por inúmeros filmes, documentários, livros e especiais para a televisão. O longa “O Primeiro Homem” é mais um a abordar o peso da conquista deste acontecimento. Continuar lendo “O Primeiro Homem”

Nasce Uma Estrela

“Com grandes atuações de Bradley Cooper e Lady Gaga, remake de musical clássico marca a largada para a corrida do Oscar do próximo ano”

Por Luís Gustavo Fonseca

Atualmente, muito critica-se o pensamento hollywoodiano de fazer grandes remakes de obras do passado, sejam elas grandes franquias ou obras clássicas. Entretanto, algumas vezes, as novas versões destes filmes servem de porta de entrada para apresentar histórias fascinantes para um novo público, com um outro apelo. Esse é o caso da nova versão de “Nasce Uma Estrela”, que estreia nesta quinta-feira (11) no Brasil, e que traz consigo um legado de grande responsabilidade, que já conquistou o público em diferentes oportunidades no passado. As três versões anteriores do filme, lançadas em 1937, 54 e 76, acumulam juntas 17 indicações Oscar, com dois prêmios conquistados, além de um Oscar honorário. Continuar lendo “Nasce Uma Estrela”

Venom

Tom Hardy se esforça, mas não consegue salvar produção sem identidade de desempenho pífio”

Por Luís Gustavo Fonseca

Em 2015, a Sony fechou um acordo com o Marvel Studios que indicava uma mudança radical na forma com que ela lidava com o universo do Homem-Aranha, herói que o estúdio tem os direitos de licenciamento, mas que não vinha tendo o mesmo sucesso de público e crítica que conquistou na última década. O personagem passou a integrar o Universo Cinematográfico da Marvel, tendo aparecido em três ocasiões de 2016 para cá: “Capitão América: Guerra Civil”, “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” e “Vingadores: Guerra Infinita”. Continuar lendo “Venom”

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas

Longa apresenta as qualidades da série animada do Cartoon Network, mas também demonstra problemas não aparentes nos episódios semanais da animação.”

Por Luís Gustavo Fonseca

Hoje, o cinema blockbuster dentro da indústria de Hollywood é praticamente um sinônimo de filmes de super-heróis. O gênero se expandiu e conquistou públicos desde o começo da última década, sendo que nos últimos anos, cada vez mais produções do tipo chegam às telonas. Somente este ano, já houve cinco grandes produções sobre heróis e heroínas mascarados, com mais dois filmes estreando até dezembro. Para os fãs de quadrinhos e do gênero em geral, é uma era de ouro que permite que cada vez mais personagens tenham sua chance nas telonas. Continuar lendo “Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas”

Os Incríveis 2

Com visual renovado e um roteiro atualizado e bem construído, aguardada sequência corresponde às expectativas dos fãs”

Por Luís Gustavo Fonseca

Antes do grande boom dos filmes de super-heróis, que hoje dominam o mercado cinematográfico como o principal tipo de blockbuster, a Pixar se aventurou no gênero, lançando sua própria versão do Quarteto Fantástico em 2004. O divertido e empolgante longa é um pelo qual tenho imenso carinho, uma vez que ele marca a primeira vez que fui ao cinema, sessão até hoje marcada para mim. A mistura das características típicas do universo dos heróis com uma ambientação de espionagem que lembra os primeiros filmes de 007 são apenas alguns dos fatores que fizeram me apaixonar pela carismática família Pêra, no que defendo ser um dos melhores filmes do estúdio da luminária saltitante – e isos não é pouco para quem já fez obras como a trilogia “Toy Story“, “Procurando Nemo“, “Wall-e“, “UP – Altas Aventuras” e “Divertida Mente“, entre outros excelentes filmes. Continuar lendo “Os Incríveis 2”

Jurassic World: Reino Ameaçado

Com mais personalidade, continuação de sucesso de 2015 apresenta um novo rumo para a clássica franquia”

Por Luís Gustavo Fonseca

Neste mês de junho, “Jurassic Park” completou 25 anos de lançamento e, desde aquele verão americano de 1993, o cinema não foi mais o mesmo. Apresentando animatrônicos deslumbrantes, ótimos personagens, um tema musical marcante e uma aventura que conseguia ser, ao mesmo tempo, leve e aterrorizante, o longa fascinou audiências pelo mundo todo, tornando-se um dos mais célebres blockbusters de todos os tempos. Outro grande feito do diretor Steven Spielberg (“Jogador Nº 1”), que colecionava, em sua filmografia, outro sucesso, que entraria para o hall da fama de obras como “Tubarão”, “E.T – O Extraterrestre” e a trilogia original de “Indiana Jones”. Continuar lendo “Jurassic World: Reino Ameaçado”