Os Incríveis 2

Com visual renovado e um roteiro atualizado e bem construído, aguardada sequência corresponde às expectativas dos fãs”

Por Luís Gustavo Fonseca

Antes do grande boom dos filmes de super-heróis, que hoje dominam o mercado cinematográfico como o principal tipo de blockbuster, a Pixar se aventurou no gênero, lançando sua própria versão do Quarteto Fantástico em 2004. O divertido e empolgante longa é um pelo qual tenho imenso carinho, uma vez que ele marca a primeira vez que fui ao cinema, sessão até hoje marcada para mim. A mistura das características típicas do universo dos heróis com uma ambientação de espionagem que lembra os primeiros filmes de 007 são apenas alguns dos fatores que fizeram me apaixonar pela carismática família Pêra, no que defendo ser um dos melhores filmes do estúdio da luminária saltitante – e isos não é pouco para quem já fez obras como a trilogia “Toy Story“, “Procurando Nemo“, “Wall-e“, “UP – Altas Aventuras” e “Divertida Mente“, entre outros excelentes filmes. Continuar lendo “Os Incríveis 2”

Anúncios

[FORA DE SÉRIE] Missão: Impossível

Por Matheus Araujo

Como já é tradição do Filmaiada, se há estreia com histórico, há um panorama dessa história. Missão: Impossível – Nação Secreta estreia logo mais e aqui estamos novamente.

Continuar lendo “[FORA DE SÉRIE] Missão: Impossível”

Tomorrowland: O Lugar onde Nada é Impossível

“Futuro otimista tem potencial desperdiçado por roteiro mediano”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

Uma das passagens de Tomorrowland é a clássica fábula dos dois lobos: o velho índio apache conta para seu neto que existem dois lobos dentro de nós. Um é mau e representa a raiva, inveja, ciúme e outras qualidades ruins; o outro é bom e representa a alegria, paz, amor, serenidade e outras boas características.  Quando o neto pergunta qual dos dois lobos será o vencedor, o avô responde “Aquele que você alimenta”. Continuar lendo “Tomorrowland: O Lugar onde Nada é Impossível”

[REVIEW] O Gigante de Ferro

Por Matheus Araujo

Existem dois bons motivos para falarmos desse filme:

-Primeiro: Logo mais estreia Tomorrowland, o novo filme de Brad Bird, que iniciou seus trabalhos com O Gigante de Ferro.

-Segundo e mais importante: sinto que as animações da Disney entre O Rei Leão e Frozen são menosprezadas por grande parte do público e crítica, principalmente, graças ao posto de destaque merecidamente ocupado pela Pixar nesse período. Todavia, como vários desses filmes fazem parte do meu crescimento e, sobretudo, possuem uma qualidade primorosa, me encontro na obrigação de defendê-los e elevá-los aos seus devidos lugares – ao menos por aqui. Ao longo dos próximos meses, alguns representantes mais queridos desses tempos têm presença certa no Filmaiada e o primeiro deles está logo abaixo.

Continuar lendo “[REVIEW] O Gigante de Ferro”