Jurassic World: Reino Ameaçado

Com mais personalidade, continuação de sucesso de 2015 apresenta um novo rumo para a clássica franquia”

Por Luís Gustavo Fonseca

Neste mês de junho, “Jurassic Park” completou 25 anos de lançamento e, desde aquele verão americano de 1993, o cinema não foi mais o mesmo. Apresentando animatrônicos deslumbrantes, ótimos personagens, um tema musical marcante e uma aventura que conseguia ser, ao mesmo tempo, leve e aterrorizante, o longa fascinou audiências pelo mundo todo, tornando-se um dos mais célebres blockbusters de todos os tempos. Outro grande feito do diretor Steven Spielberg (“Jogador Nº 1”), que colecionava, em sua filmografia, outro sucesso, que entraria para o hall da fama de obras como “Tubarão”, “E.T – O Extraterrestre” e a trilogia original de “Indiana Jones”. Continuar lendo “Jurassic World: Reino Ameaçado”

Anúncios

Guardiões da Galáxia Vol.2

“Amadurecimento de personagens é o grande trunfo da nova produção do grupo de ‘a-holes’”

Por Luís Gustavo Fonseca

Em 2014, Guardiões da Galáxia foi a grande surpresa da indústria cinematográfica. Eles dominaram o verão americano (foi o filme mais visto por lá no período) e também conquistaram a empatia de fãs pelo mundo inteiro, totalizando uma bilheteria mundial de US$ 773 milhões. O grupo, até então desconhecido, teve um resultado financeiro superior a heróis bem mais populares, como Homem-Aranha, X-men e Capitão América. As músicas dos anos 70 e 80, a galhofa assumida, a vibe mais leve combinada com um humor certeiro e personagens carismáticos foram alguns dos fatores responsáveis pela instantânea aceitação da equipe pelo grande público. Continuar lendo “Guardiões da Galáxia Vol.2”

Passageiros

“Inconsistência e roteiro problemático marcam obra estrelada por Jennifer Lawrence e Chris Pratt.

Por Luís Gustavo Fonseca

Passageiros tinha os ingredientes necessários para se tornar mais um grande filme sobre o espaço, seguindo os passos de outros longas recentes com a mesma temática, como Gravidade, Interestelar e Perdido em Marte. Os papéis principais pertencem a Jennifer Lawrence e Chris Pratt (duas das maiores estrelas de Hollywood atualmente), e a direção é de Morten Tyldum, em seu primeiro trabalho desde O Jogo da Imitação, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar. Continuar lendo “Passageiros”

Sete Homens e um Destino (2016)

“Releitura de faroeste acerta na ação, mas  não iguala patamar do filme de 1960.”

Por Luís Gustavo Fonseca


Esse ano, tive a excelência oportunidade de conferir, pela primeira vez, dois filmes clássicos, no próprio cinema: Os Sete Samurais e Sete Homens e um Destino. Sim, apesar de escrever os textos aqui pro site, tem muitas obras consideradas “clássicas” e “essenciais” que eu ainda não tive a chance (ou, confesso, o animo) para ver. Contudo, essas lacunas deixadas ao longo da vida que permitiram experiências como essas, na qual é possível uma “simulação” de como teria sido ver o longa na época, sem saber seu enredo ou o desenrolar da história. Continuar lendo “Sete Homens e um Destino (2016)”

Jurassic World

“Após quarto filme da franquia, parque dos dinossauros pode, finalmente, fechar as portas.”

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Faço parte do grupo de pessoas que não cresceu tendo algum tipo de afeto por Jurassic Park. Como expliquei nesse texto aqui, só fui conferir o primeiro filme em 2013, quando o longa foi relançado em 3D, em comemoração ao seu vigésimo aniversário. Mesmo ficando encantado com o resultado, e entendo o porque do primeiro filme ser algo tão louvado e querido, não era (e é) a mesma coisa para quem gosta do filme desde pequeno. E é justamente esse distanciamento, essa falta de nostalgia, que não me fez empolgar por Jurassic World. Continuar lendo “Jurassic World”

Guardiões da Galáxia

“Recheado de piadas e embalado por hits dos anos 70, maior aposta da Marvel se transforma em grande acerto”

Por Luís Gustavo Fonseca

 

O ano de 2008 foi um marco na história da Marvel. Naquele ano, a empresa lançava seu primeiro filme próprio, apostando em um herói que, na época, era considerado de segundo escalão. Desnecessário dizer que hoje praticamente todos sabem o seu nome. Continuar lendo “Guardiões da Galáxia”