Um Limite Entre Nós

 

“Denzel Washington e Viola Davis carregam uma das obras mais poderosas do Oscar deste ano.”

Por Luís Gustavo Fonseca

Antes de mais nada, eu acho uma pena que nem todos os filmes que concorreram ao Oscar (ao menos, na categoria Melhor Filme, que é a principal) conseguissem ser lançados antes da premiação aqui no Brasil. Por um lado, entendo que é uma missão complicada, já que a concorrência com outras grandes produções é dura (e os meses de janeiro e fevereiro estão sendo cada vez mais visados pelos estúdios), e a maioria desses longas tem a distribuição feita por estúdios menores, que não tem como competir com os grandes estúdios. Entretanto, caso a pessoa quisesse ver os nove indicados antes da premiação, teria que recorrer a fontes “alternativas” para escolher o seu favorito. Continuar lendo “Um Limite Entre Nós”

Oscar 2017: Para além de La La Land

Por Luís Gustavo Fonseca

A manhã da última terça (24) serviu para confirmar que, de fato, La La Land é o filme a ser batido do Oscar este ano. Dirigido por Damien Chazelle, ele igualou o recorde de Titanic e A Malvada, ao conquistar 14 indicações, e deve sair da premiação com ao menos uma mão cheia de estatuetas. Os indicados revelados, contudo, mostram que a 89ª edição do prêmio mais importante de Hollywood não se resume ao sucesso do franco favorito. Abaixo, alguns outros aspectos que merecem destaque – que vão além da 20ª indicação de Maryl Streep e da esperada (mas não menos doída) não indicação de Deadpool a Melhor Filme. Continuar lendo “Oscar 2017: Para além de La La Land”

Sete Homens e um Destino (2016)

“Releitura de faroeste acerta na ação, mas  não iguala patamar do filme de 1960.”

Por Luís Gustavo Fonseca


Esse ano, tive a excelência oportunidade de conferir, pela primeira vez, dois filmes clássicos, no próprio cinema: Os Sete Samurais e Sete Homens e um Destino. Sim, apesar de escrever os textos aqui pro site, tem muitas obras consideradas “clássicas” e “essenciais” que eu ainda não tive a chance (ou, confesso, o animo) para ver. Contudo, essas lacunas deixadas ao longo da vida que permitiram experiências como essas, na qual é possível uma “simulação” de como teria sido ver o longa na época, sem saber seu enredo ou o desenrolar da história. Continuar lendo “Sete Homens e um Destino (2016)”

[FORA DE SÉRIE] 5 filmes sobre boxe que talvez você não conheça

Por Filipe Elias

Nocaute, o novo filme de Antoine Fuqua, é a mais recente obra de um gênero que, nos últimos anos, teve notoriedade com filmes como Guerreiro (indicado a um Oscar), O Lutador (indicado a dois Oscars) e O Vencedor (vencedor de duas estatuetas). Isso sem contar clássicos do boxe, como Touro Indomável e a franquia Rocky. Mas há ainda vários outros filmes para quem gosta do esporte. Abaixo, uma breve lista com cinco obras que talvez você não conheça. Continuar lendo “[FORA DE SÉRIE] 5 filmes sobre boxe que talvez você não conheça”

O Protetor

“Denzel Washington poderia ser até o Batman após esse filme”

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Com o fim do Verão Americano, e enquanto vai surgindo no calendário um ou outro filme que possa mirar uma premiação no início do próximo ano, surge espaço para os filmes de ação. O gênero, que antes tinha muito mais espaço em termos de exposição e divulgação (antes de perder terreno ao ser substituído pelo boom dos filmes de super heróis, distopias adolescentes e ficções científicas), agora se encontra em uma posição mais tímida, sem filmes capazes de chamar grande atenção. Continuar lendo “O Protetor”