Não, a Pixar nunca foi embora. Já a DreamWorks…

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Divertida Mente estreia amanhã no Brasil e, sem ver o filme, tenho certeza que ele é bom. Bom não, ele é excelente! O filme, uma das principais apostas do “Verão” aqui no site, empolga não só pela ideia original e inusitada (mostrar sentimentos diferentes dentro da cabeça de uma garotinha), mas pelo que já foi mostrado. Vi apenas o primeiro trailer, e fugi de todo o resto da divulgação do filme, querendo guardar todas as surpresas (e emoções!) para quando assistir ao longa na telona.

Continuar lendo “Não, a Pixar nunca foi embora. Já a DreamWorks…”

[REVIEW] Os Pinguins de Madagascar

Por Matheus Araujo

Ao fim de Os Pinguins de Madagascar, a certeza de que o filme não se trata de um bom trabalho da DreamWorks desaparece na presença da reflexão: Ainda sou capaz de me divertir como criança?”

Continuar lendo “[REVIEW] Os Pinguins de Madagascar”

Como Treinar o Seu Dragão 2

“Ao subir dos (belos) créditos, uma certeza: Como Treinar o Seu Dragão é a melhor franquia da DreamWorks”

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Uma confissão: não gosto de Shrek. O monstrão verde mais famoso do mundo foi um dos primeiros hits do novo século, quando estreou em 2001, e quando fez um sucesso bem maior em seu segundo filme, lançado em 2004. O amor do público por ele ainda o garantiu mais dois filmes, além de especiais para TV e um filme derivado, O Gato de Botas, de 2011 (que já tem uma continuação encomendada).

Ao contrário da concorrente Pixar, a DreamWorks sempre mostrou interesse e soube transformar em franquias filmes que fizeram sucesso. Foi assim com Shrek, foi assim com Madagascar e também com Kung Fu Panda. Ao invés de apostar em um material totalmente inédito e original, reciclou personagens carismáticos e conseguiu, com relativo sucesso, produzir aventuras tão gostosas como a primeira. Continuar lendo “Como Treinar o Seu Dragão 2”