Velozes e Furiosos 8

“Em seu oitavo capítulo, franquia comprova que consegue ir adiante sem a presença de Paul Walker

Por Luís Gustavo Fonseca

Há dois anos, às vésperas do lançamento do sétimo filme da série, escrevi como Velozes e Furiosos se transfigurou ao longo de mais de uma década. A franquia saiu de um ambiente de nicho, que priorizava a cultura de tunning dos carros e dos rachas ilegais, para algo cada vez mais espetacular e grandioso, envolvendo agências do governo e criminosos com grandes planos. O último longa, justamente o que marcava a despedida de Paul Walker, já que o ator faleceu em um acidente de carro em novembro de 2013, foi o ápice dessa jornada: US$1,5 bilhão de bilheteria arrecadada, um salto gigante se comparado ao anterior. Continuar lendo “Velozes e Furiosos 8”

Anúncios

Moana

Por Matheus Araujo

Sempre me fascinou o respeito das obras Disney ao traço concebido por seu fundador. Em especial, quando os artistas desdobravam as características do desenho de Walt e as combinavam com o estilo típico que pretendiam retratar. Para admirar esses feitos, basta assistir a qualquer animação do estúdio com forte influência de povos não-americanos, como Mulan ou Hércules. No entanto, com Moana percebi que, de repente, ao respeitarem tanto Disney, desrespeitaram culturas e culturas.

Continuar lendo “Moana”

Um Espião e Meio

“Dupla protagonista é o coração de comédia sobre espionagem”

Por Luís Gustavo Fonseca

Um Espião e Meio tem a união de dois dos atores que podem ser classificados como “investimento seguro” em Hollywood atualmente. Analisando os números da chamada bilheteria doméstica – aquela que contabiliza o faturamento dos EUA e do Canadá – , nota-se como o comediante Kevin Hart tem o seu público por lá. Acostumado a orçamentos medianos (Espião custou “modestos” 50 milhões de dólares), ele emplacou, nos últimos anos, hits como: Policial em Apuros 1 e 2 (juntos, arrecadaram US$215 milhões; custo somado de US$65 milhões), O Durão (US$90 milhões de arrecadação; US$40 milhões de custo) e Pense como Eles (US$91 milhões; 12 milhões). Já Dwayne “The Rock” Johnson é uma estrela global, e traz consigo os três últimos Velozes & Furiosos, além de Terremoto: A Falha de San Andreas (mais de US$470 milhões em todo globo) e G.I. Joe: Retaliação (US$375 milhões). Continuar lendo “Um Espião e Meio”

[REVIEW] Terremoto: A Falha de San Andreas

“Um terremoto para o seu entretenimento”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

A temática da destruição em massa, dos desastres naturais, e como eles afetam a vida dos humanos, sempre foi um gênero que me atraiu. Talvez por ter crescido com alguns “clássicos” da Temperatura Máxima, como Volcano, O Dia Depois de Amanhã e Impacto Profundo. Não era apenas legal ver toda a destruição, mas a dinâmica criada pelos personagens, ante à situação adversa. Continuar lendo “[REVIEW] Terremoto: A Falha de San Andreas”

Velozes & Furiosos 7

“Sétimo capítulo da franquia homenageia não apenas Paul Walker, mas todo o legado da série”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

O ano de 2013 foi um ano de extremos para a franquia de Velozes & Furiosos. Por um lado, o sexto filme da série havia sido um grande sucesso no meio do ano, faturando quase 790 milhões de dólares pelo mundo (a maior arrecadação da saga), e provando que a série ainda tinha gasolina para queimar. A euforia era grande, e a produção para o sétimo filme começou de forma imediata, já que o plano seria lançá-lo em Julho de 2014.

Este seria o plano…

Continuar lendo “Velozes & Furiosos 7”

Velozes e Furiosos: Melhores Momentos

Por Luís Gustavo Fonseca

 

A esta altura do campeonato, todos já estão cientes da estreia de Velozes e Furiosos 7, que chega ao Brasil no próximo 2 de Abril. A franquia chega ao seu sétimo filme em 14 anos em uma caminhada cada vez mais forte, bem consolidada. Trajetória que eu falei, de uma forma geral, aqui. Mas ao longo dos 6 filmes anteriores, quais foram os melhores momentos que a série protagonizada por Dominic Toretto (Vin Diesel) e Brian O’Conner (Paul Walker) tiveram? Abaixo, uma pequena compilação destes momentos. Continuar lendo “Velozes e Furiosos: Melhores Momentos”

Velozes e Furiosos

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Posso estar viajando (e provavelmente estou), mas poucas vezes achei tão notável a questão “Quem veio primeiro? O ovo ou a galinha?” como em relação à franquia de jogos Need For Speed e Velozes e Furiosos. Quando o primeiro filme da franquia estrelada por Vin Diesel e Paul Walker foi lançado, em 2001, já tínhamos mais de 10 jogos da série de corrida da Eletronic Arts. Contudo, foi graças ao sucesso dos dois primeiros filmes (recheados com carros tunados, neons, NOS e rachas pelas ruas de Los Angeles e Miami) que os jogos enveredaram para uma exploração maior da cultura de tunning dos carros, lançando verdadeiras pérolas do gênero como Need For Speed: Underground 2 e Need For Speed: Most Wanted, em 2004 e 2005, respectivamente. Continuar lendo “Velozes e Furiosos”

[REVIEW] Hércules

“Uma interessante reconstrução do famoso herói grego”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Mesmo com o passar de 2 milênios, muita coisa da cultura grega continua ligada ao imaginário das pessoas de hoje. Seja pelo fato de você ter estudado que a Grécia foi o berço da democracia (e depois ter descoberto que ela não era TÃO democrática assim); seja pelos seus famosos filósofos; ou mesmo a presença de 4 em 4 anos dos Jogos Olímpicos. Continuar lendo “[REVIEW] Hércules”