O Estranho que Nós Amamos

“Ritmo lento e falta de personalidades distintas prejudicam novo longa de Sophia Coppola”

Por Luís Gustavo Fonseca

Durante a Guerra Civil Americana, algumas meninas e mulheres habitaram o internato dirigido pela senhora Martha Farnsworth (Nicole Kidman), apesar do conflito entre os estados da União e os Confederados cercarem o local. A rotina delas é alterada quando a jovem Amy (Oona Laurence) resgata o cabo da União John McBurney (Colin Farrell), levando-o ferido para o internato. Mesmo se tratando de um inimigo, Martha e as demais moradoras concordam em dar um abrigo a John, ao menos enquanto ele recupera de seus ferimentos, para depois entregá-lo às autoridades. A medida que o oficial permanece lá, entretanto, as mulheres criam sentimentos por ele, o que resulta em uma trama de desejo e traição. Continuar lendo “O Estranho que Nós Amamos”

A Lei da Noite

“Novo filme de Ben Affleck marca seu maior tropeço em sua curta filmografia como diretor.”

Por Luís Gustavo Fonseca

O lançamento de A Lei da Noite no Brasil não poderia vir em momento mais conturbado para Ben Affleck. Apesar de ter calado bocas no papel de Batman em Batman v Superman: A Origem da Justiça, a má recepção por parte da crítica e a divisão de opiniões entre os fãs serviram para abalar a continuidade do trabalho do ator no Universo Extendido da DC (DCEU). Nas últimas semanas, ele abriu mão da direção do novo longa do Cavaleiro das Trevas (o que, sem dúvidas, era um dos aspectos que mais empolgavam os fãs), e houveram rumores até de que ele deixaria o uniforme do Morcego em breve. O que antes parecia um acerto em cheio, agora levanta dúvidas e incertezas. Continuar lendo “A Lei da Noite”