Sete Homens e um Destino (2016)

“Releitura de faroeste acerta na ação, mas  não iguala patamar do filme de 1960.”

Por Luís Gustavo Fonseca


Esse ano, tive a excelência oportunidade de conferir, pela primeira vez, dois filmes clássicos, no próprio cinema: Os Sete Samurais e Sete Homens e um Destino. Sim, apesar de escrever os textos aqui pro site, tem muitas obras consideradas “clássicas” e “essenciais” que eu ainda não tive a chance (ou, confesso, o animo) para ver. Contudo, essas lacunas deixadas ao longo da vida que permitiram experiências como essas, na qual é possível uma “simulação” de como teria sido ver o longa na época, sem saber seu enredo ou o desenrolar da história. Continuar lendo “Sete Homens e um Destino (2016)”