MIB: Homens de Preto – Internacional

“Novo capítulo da franquia tem roteiro pouco inspirado, mas que é compensado pela carisma de Tessa Thompson e Chris Hemsworth”

Por Luís Gustavo Fonseca

Estrelada por Will Smith e Tommy Lee Jones, a franquia “MIB: Homens de Preto” tornou-se um incrível sucesso comercial no final dos anos 90. Acompanhando dois agentes de uma organização de proteger a Terra de ameaças alienígenas, ao mesmo tempo em que ajudava e trabalhava ao lado de alguns desses extraterrestres, as obras caíram no gosto do público, que tinha como base a ótima junção entre fantasia, ficção científica e elementos de comédias policiais, no melhor estilo buddy cops. Nove anos após o lançamento do terceiro filme, “MIB: Homens de Preto – Internacional” chega com a missão de dar continuidade ao legado da série, mas com novos rostos como protagonistas. Continuar lendo “MIB: Homens de Preto – Internacional”

Velozes e Furiosos 8

“Em seu oitavo capítulo, franquia comprova que consegue ir adiante sem a presença de Paul Walker

Por Luís Gustavo Fonseca

Há dois anos, às vésperas do lançamento do sétimo filme da série, escrevi como Velozes e Furiosos se transfigurou ao longo de mais de uma década. A franquia saiu de um ambiente de nicho, que priorizava a cultura de tunning dos carros e dos rachas ilegais, para algo cada vez mais espetacular e grandioso, envolvendo agências do governo e criminosos com grandes planos. O último longa, justamente o que marcava a despedida de Paul Walker, já que o ator faleceu em um acidente de carro em novembro de 2013, foi o ápice dessa jornada: US$1,5 bilhão de bilheteria arrecadada, um salto gigante se comparado ao anterior. Continuar lendo “Velozes e Furiosos 8”

Straight Outta Compton – A História do N.W.A

“Show de atuações, roteiro e direção ditam o ritmo em biografia de grupo de rap.”

Por Luís Gustavo Fonseca

Eu estou longe de ser um grande fã do rap, apesar de gostar de uma música ou outra e admirar o talento dos artistas em cantar naquela velocidade. Por isso, era provável que eu ignorasse a estreia de Straight Outta Compton no Brasil. Contudo, o sucesso do filme nos EUA, em um verão dominado pela Universal, somado ao buzz positivo gerado pela obra e a escolha do diretor F. Gary Gray para comandar o 8º filme da franquia Velozes & Furiosos, foram o suficiente para despertar minha atenção pelo longa. Continuar lendo “Straight Outta Compton – A História do N.W.A”