John Wick 3: Parabellum

Investindo nas principais qualidades dos filmes anteriores, novo capítulo é o mais visceral e empolgante da franquia de ação”

Por Luís Gustavo Fonseca

O sucesso conquistado por John Wick desde o lançamento de seu primeiro filme, em 2014, é uma das melhores surpresas que houveram no cinema nesta década. Com uma ação visceral e bem filmada, uma pancadaria de primeira e um legítimo protagonista badass, a franquia foi se tornando cada vez mais popular e caindo nas graças do público. Em seu terceiro longa, “Parabellum”, a série estrelada por Keanu Reeves alcança um novo patamar, sedimentando de vez o personagem como um dos melhores heróis da ação moderna. Continuar lendo “John Wick 3: Parabellum”

Kingsman: O Círculo Dourado

Continuação de paródia sobre filmes de espionagem ainda diverte e tem ótimas cenas de ação, mas não repete o brilho do original”.

Por Luís Gustavo Fonseca

Kingsman: O Círculo Dourado” marca a primeira continuação da carreira do diretor Matthew Vaughn, responsável pela direção e roteiro da produção (que ele escreve ao lado de Jane Goldman). Eu sempre tive um particular interesse em como seria uma continuação feita por Vaughn, uma vez que ele já criou excelentes filmes de origem como “Kick-Ass”, “X-men: Primeira Classe” e o próprio “Kingsman”. Sem a necessidade de apresentar um universo e os principais personagens, suspeitei que ele poderia expandir o universo de forma bem detalhada e empolgante. E em “Círculo Dourado”, ele consegue, ao menos em parte, corresponder a essa expectativa. Continuar lendo “Kingsman: O Círculo Dourado”