Blade Runner 2049

“Denis Villeneuve consegue cumprir a difícil missão de entregar uma continuação à altura do clássico de 1982”.

Por Luís Gustavo Fonseca

Blade Runner” é um dos mais icônicos exemplos de um reconhecimento tardio. Lançado em 1982, o filme foi um desastre de bilheteria, mas ao longo dos anos, transformou-se em um cult adorado por fãs e causou uma revolução dentro do gênero de ficção científica. Entre suas muitas versões, a produção de Ridley Scott tornou-se referência e influenciou obras como “Ghost in the Shell” e “Matrix”. Trinta e cinco anos após o seu lançamento, o longa ganha uma continuação que promete expandir o mundo habitado por humanos e replicantes. Continuar lendo “Blade Runner 2049”

Esquadrão Suicida

“Edição e roteiro ainda são os maiores vilões da DC no cinema”

Por Luís Gustavo Fonseca

O ano de 2016 não tem sido fácil para os fãs da Detective Comics (DC). Nos quadrinhos, a editora finalizou a iniciativa dos Novos 52, promovendo o Rebirth dentro da editora. Dentre as atitudes tomadas, os personagens de Watchmen foram integrados ao universo principal dos heróis (decisão que, a princípio e sem saber como serão os desdobramentos, acho estranha e desnecessária). Continuar lendo “Esquadrão Suicida”

[REVIEW] Clube de Compras Dallas

Por Matheus Araujo

Nada mais natural que para um país “doente” exista a tentativa de remediá-lo, de ampará-lo, através de sua própria produção cultural. Iniciativas como essa implicam na inevitável exploração de histórias de superação. Um tipo de enredo com fontes inexauríveis no legado do orgulhoso povo americano, mas que é considerado por vários enjoativo ou previsível, como a batida “volta por cima” ou a vitória finalmente conquistada através de uma persistência desumana. Somente um conselho ofereço ao cinéfilo que enxerga produções do tipo com certo desdém: pare de ser chato. Afinal, não foi em um período de mazelas semelhantes que ganhamos o imbatível Rocky?

Continuar lendo “[REVIEW] Clube de Compras Dallas”