Star Wars: A Ascensão Skywalker

Capítulo final da jornada Skywalker é marcada por um roteiro desconjuntado, que se acovarda de decisões anteriores e opta por uma reciclagem sem criatividade de elementos já cristalizados na franquia”

Por Luís Gustavo Fonseca

Atenção: o texto envolve comentários sobre alguns aspectos de “A Ascensão Skywalker” que não são mostrados nos trailers. A leitura é recomendada para depois de assistir ao filme.

Ao longo dos últimos 42 anos, “Star Wars” se estabeleceu como a franquia mais popular e influente da história do cinema. A trilogia original, iniciada em 1977, cativou toda uma geração de fãs, que transformaram os ótimos longas originais, que retratam a clássica luta entre “o bem e o mal” com uma pegada de aventura, sci-fi e fantasia, em algo praticamente sagrado. A premissa simples, bem executada ao longo da trilogia e que contava com personagens cativantes, enraizou-se na cabeça de crianças e jovens daquela época, virando sinônimo de nostalgia e de “bons tempos” para milhares de pessoas. Continuar lendo “Star Wars: A Ascensão Skywalker”

Star Wars: Os Últimos Jedi

“Sem medo de fracassar, novo filme da franquia tem seus deslizes, mas compensa por ousadia e boas atuações.”

Por Luís Gustavo Fonseca

De todas as formas que é possível perceber a influência de “Star Wars” na cultura pop mundial, poucas delas vão ser tão impactantes como ver dezenas de pessoas indo assistir ao novo capítulo da saga, trajadas com qualquer tipo de vestimenta que se relacione a franquia. Na mesma proporção do que ir ver o seu time de futebol em uma partida, os fãs da série intergalática finalmente puderam matar a curiosidade após dois anos de muitas discussões, teorias e, sobretudo, expectativa, sobre os mistérios e os destinos que aguardam os novos e velhos heróis da saga. Continuar lendo “Star Wars: Os Últimos Jedi”