Cães de Guerra

“Atuações e equilíbrio entre drama e absurdo são os grandes trunfos de história real.”

Por Luís Gustavo Fonseca

Quando é dito que “Na guerra, não há vencedores.”, é com o intuito de destacar os danos causados pelos conflitos armados que resultam na morte de milhares de pessoas e na destruição em larga escala, mesmo quando um dos lados sai como “vitorioso”. Mas nos embates da contemporaneidade, há, sim, aqueles que saem como vitoriosos (ou seriam aproveitadores?): os barões da indústria bélica faturam quantias absurdas de dinheiro pela venda de armas para todos os cantos do mundo, independentemente dos interesses ou dos objetivos de quem as compra. Continuar lendo “Cães de Guerra”

O Lobo de Wall Street

“História real vira uma overdose de exagero e megalomania nas mãos de Martin Scorsese, em mais um filme que poderia render um Oscar a Leo DiCaprio”

Por Luís Gustavo Fonseca

Kubrick, Copolla, Hitchcock, Spielberg e Scorsese. Quando se fala em diretores antigos, dos filmes clássicos, esses são os principais nomes que saltam a minha mente. Coincidentemente, ou não vi, ou pouco vi de alguém deste quinteto, e como “amante” de cinema, carrego isso como uma vergonha que um dia, quem sabe, será remediada. Continuar lendo “O Lobo de Wall Street”

[REVIEW] Anjos da Lei 2

“Repetindo fórmula de seu antecessor, Anjos da Lei 2 é risada na certa”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Confesso que quando foi lançado, em 2012, Anjos da Lei sequer entrou no meu radar para ser visto. O filme, estrelado pelas estrelas ascendentes Channing Tatum e o duas vezes indicado a Oscar Jonah Hill (Acredite se quiser! Mas ele em Moneyball é ótimo mesmo), aparentemente fez certo barulho, a ponto que garantiu uma sequência para esse ano (que também fez um belo sucesso no Verão Americano). E o segredo talvez seja ver ambos  em sequência. Continuar lendo “[REVIEW] Anjos da Lei 2”