Kingsman: O Círculo Dourado

Continuação de paródia sobre filmes de espionagem ainda diverte e tem ótimas cenas de ação, mas não repete o brilho do original”.

Por Luís Gustavo Fonseca

Kingsman: O Círculo Dourado” marca a primeira continuação da carreira do diretor Matthew Vaughn, responsável pela direção e roteiro da produção (que ele escreve ao lado de Jane Goldman). Eu sempre tive um particular interesse em como seria uma continuação feita por Vaughn, uma vez que ele já criou excelentes filmes de origem como “Kick-Ass”, “X-men: Primeira Classe” e o próprio “Kingsman”. Sem a necessidade de apresentar um universo e os principais personagens, suspeitei que ele poderia expandir o universo de forma bem detalhada e empolgante. E em “Círculo Dourado”, ele consegue, ao menos em parte, corresponder a essa expectativa. Continuar lendo “Kingsman: O Círculo Dourado”

Anúncios

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final

Capítulo final de fenômeno mundial fecha a franquia em grande estilo

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Em 2012, Jogos Vorazes deixou de ser mais uma série infanto-juvenil para se tornar uma nova sensação global. Ao conseguir mais de 400 milhões de dólares na bilheteria doméstica (que considerada o montante dos EUA mais Canadá), o primeiro filme ultrapassou números que nem franquias consagradas como Senhor dos Anéis e Harry Potter conseguiram em solo norte americano. Era o início de fenômeno. Continuar lendo “Jogos Vorazes: A Esperança – O Final”

Para Sempre Alice

“Julianne Moore tira de personagem com Alzheimer uma atuação inesquecível”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Em dado momento do filme, Alice (interpretada por Julianne Moore) crava: “Preferia ter câncer”. A frase pode até soar demasiadamente forte, mas tem um bom encaixe no filme, ao revelar o quão intenso o mal de Alzheimer afeta a vida dos diagnosticados e de seus familiares. Alice, professora de Linguística na Universidade de Columbia, tem sua vida drasticamente afetada após ser diagnosticada com um tipo raro da doença. Aos poucos, acompanhamos o doloroso processo de perda de memória da personagem. Continuar lendo “Para Sempre Alice”