Era Uma Vez em… Hollywood

“Nono filme de Quentin Tarantino é uma ótima homenagem à Hollywood dos anos 60, mas deixa de lado algumas de suas melhores características.”

Por Luís Gustavo Fonseca

Desde que chamou a atenção do mundo com o lançamento de “Cães de Aluguel”, em 1992, Quentin Tarantino galgou rumo ao estrelato dentro de Hollywood. Ganhador de dois Oscar, ambos por roteiro, o diretor conquistou uma legião de fãs no mundo todo, tornando-se um dos cineastas mais populares e influentes dos últimos 25 anos. “Era Uma Vez em… Hollywood”, o seu nono filme – dos 10 que ele insiste que irá fazer antes de se aposentar – chega para remontar a infância do diretor e o fim de uma era marcante para o cinema. Continuar lendo “Era Uma Vez em… Hollywood”

Filmaiada Awards 2017

Por Luís Gustavo Fonseca e Matheus Araujo

Já estamos praticamente em Março, o ano começa a partir da próxima quarta-feira (com o triste fim do Carnaval) e até mesmo a cerimônia do Oscar já aconteceu, no último domingo (26). Então, aos 49 do segundo tempo e com o banco de reserva já pedindo para o jogo terminar, é chegada a hora de darmos uma última olhada para o ano cinematográfico de 2016, e escolhermos o que tivemos de melhor (e pior!) no ano que se passou. Depois de muita análise e discussão, negociatas, acordão com o Supremo para estancar a sangria, chegamos aos vencedores do que melhor foi lançado no Brasil no último ano (ou seja, tudo que rolou entre 1º de janeiro e 31 de dezembro) – e sem confusão no final para premiar o melhor filme =D. Discorda da gente? Deixe nos comentários sua opinião sobre quem deveria, de fato, levar o GRANDIOSÍSSIMO prêmio do Filmaiada Awards! Continuar lendo “Filmaiada Awards 2017”

O Regresso

“É chegada a hora de, finalmente, o Oscar ter Leonardo DiCaprio”

 

Por Luís Gustavo Fonseca

 

No último ano, Alejandro Gonzáles Iñarritu tomou conta dos holofotes no Oscar ao levar as estatuetas de Melhor Diretor e Melhor Filme por Birdman (o longa ainda arrematou os prêmios de Melhor Roteiro Original e Fotografia). Particularmente, adoro o filme do “Homem Pássaro”, mas percebo, por boa parte de amigos e da Internet, uma antipatia enorme em relação à obra estrelada por Michael Keaton. A impressão que ficava é que, qualquer que fosse o próximo trabalho do diretor, essa antipatia poderia atrapalhar a recepção da nova produção. Continuar lendo “O Regresso”

Oscar 2016: O Regresso de Mad Max, do Brasil, #OscarWhite…

Por Luís Gustavo Fonseca

 

Os indicados ao Oscar de 2016 foram revelados na manhã desta quinta (você pode conferir a lista completa aqui) e, obviamente, como em toda divulgação de lista, há surpresas, ausências, alguns favoritos e já se inicia toda aquela torcida pelo seu filme favorito. Aproveitando o hype sobre o filme com mais indicações desta edição, algumas observações que podem ser feitas sobre os concorrentes: Continuar lendo “Oscar 2016: O Regresso de Mad Max, do Brasil, #OscarWhite…”

O Lobo de Wall Street

“História real vira uma overdose de exagero e megalomania nas mãos de Martin Scorsese, em mais um filme que poderia render um Oscar a Leo DiCaprio”

Por Luís Gustavo Fonseca

Kubrick, Copolla, Hitchcock, Spielberg e Scorsese. Quando se fala em diretores antigos, dos filmes clássicos, esses são os principais nomes que saltam a minha mente. Coincidentemente, ou não vi, ou pouco vi de alguém deste quinteto, e como “amante” de cinema, carrego isso como uma vergonha que um dia, quem sabe, será remediada. Continuar lendo “O Lobo de Wall Street”