Venom

Tom Hardy se esforça, mas não consegue salvar produção sem identidade de desempenho pífio”

Por Luís Gustavo Fonseca

Em 2015, a Sony fechou um acordo com o Marvel Studios que indicava uma mudança radical na forma com que ela lidava com o universo do Homem-Aranha, herói que o estúdio tem os direitos de licenciamento, mas que não vinha tendo o mesmo sucesso de público e crítica que conquistou na última década. O personagem passou a integrar o Universo Cinematográfico da Marvel, tendo aparecido em três ocasiões de 2016 para cá: “Capitão América: Guerra Civil”, “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” e “Vingadores: Guerra Infinita”. Continuar lendo “Venom”

O Rei do Show

Por Luís Gustavo Fonseca

O showman P.T. Barnum foi um dos grandes responsáveis pela popularização da imagem do circo que temos hoje, do grande espetáculo acontecendo no picadeiro com uma lona gigante cobrindo tudo. Os shows comandado por ele envolviam trapezistas, animais gigantes, palhaços e seres “extraordinários” como a Mulher Barbada, anões e gigantes – tudo falso, o que consagrou o seu apelido como “Príncipe das Falcatruas”. O filme “O Rei do Show” foca na vida de Barnum, interpretado por Hugh Jackman (“Logan”), e como ele se tornou uma das figuras mais célebres dos EUA no século XIX. Continuar lendo “O Rei do Show”